Menina ucraniana acorda de coma e descobre que perdeu toda a família na guerra

A família da adolescente de 13 anos de idade estava fugindo da guerra quando teve o carro baleado por tropas russas

Resumo da Notícia

  • Uma família teve o carro baleado por tropas russas enquanto fugiam da guerra
  • O pai, a mãe e dois irmãos mais novos de Sofia não resistiram aos ferimentos e faleceram
  • A menina ficou algumas semanas em coma e quando acordou não sabia se sua família estava viva

Uma família ucraniana inteira foi atacada por tropas russas enquanto estavam dentro do carro, fugindo da guerra. A única sobrevivente é Sophia, uma menina de 13 anos que ainda está se recuperando dos ferimentos quase fatais.

-Publicidade-
A menina acordou sem ter ideia de que sua família estava morta (Foto: Reprodução/ ITV/ The Mirror)

Semyon, irmão de sete anos, morreu no Hospital Infantil Okhmatdyt após três dias tentando sobreviver. Imagens da morte de Polina, irmã mais nova de Sophia, foram compartilhadas pelo vice-prefeito de Kiev, Vladimir Bondarenko, que a tornou um símbolo do custo humano da guerra. “O nome dela era Polina. Ela estudou na 4ª série da escola em Kiev. Ela e seus pais foram baleados pelo russos”, afirmou.

Os irmãos de Sophia, Semyon e Poliana, morreram em um dos primeiros ataques russos (Foto: Reprodução / Instagram)

A adolescente chegou inconsciente no hospital, com uma bala alojada na coluna. Ela permaneceu em coma por alguns dias, sem ter ideia de que toda a sua família estava morta. Agora, Sophia está recebendo tratamento em um hospital pediátrico em Roma, tendo sido evacuada da Ucrânia pela instituição de caridade Mother and Child de Alla Melnychuk.

A menina apresentou melhoras desde quando chegou em Roma. No começo, ela conseguia apenas se comunicar com os olhos e foi aos poucos recuperando o movimento nas pernas. Svetlana, avó de Sophia, disse que está de luto pela perda de seu filho e família. À ITVA, a mulher afirmou que ela e a neta “sonharam com o momento em que elas poderiam voltar para casa”.

Sophia não foi informada sobre o que aconteceu com ela e sua família, mas Svetlana acreditava que a adolescente sentiu isso. “Ela entende tudo, eu acho. Mas é um assunto proibido por enquanto – nós não falamos nisso”, disse ela.