Menino de 10 anos se torna campeão de xadrez nos Estados Unidos após morar na rua com a família

Tanitoluwa Adewumi refugiou-se em Manhattan com a família após sair da Nigéria para se protegerem. Agora, ele é um Mestre em xadrez com apenas 10 anos e é considerado uma promessa no esporte

Resumo da Notícia

  • Tanitoluwa Adewumi é um menino de 10 anos que conquistou o título de Mestre Nacional de Xadrez nos Estados Unidos
  • Em 2017, ele refugiou-se em Manhattan com a família e vivia em um abrigo para pessoas em situação de rua
  • Foi quando ele conheceu Russel Makofsky, um professor que o ensinou a jogar xadrez

Nos Estados Unidos, um menino imigrante de 10 anos conquistou o título de Mestre Nacional de Xadrez e se tornou campeão do esporte. Ele é uma das pessoas mais jovens a conquistar esse prêmio e está na 5ª série da escola. Talento puro!

-Publicidade-

Tanitoluwa Adewumi, também conhecido como “Tani”, maneira carinhosa como conhecidos e amigos o chamam, é nigeriano e conheceu o xadrez poucos anos atrás, quando ainda vivia em um abrigo para pessoas em situação de rua com a família.

Tani e seus pais fugiram da Nigéria em 2017 para escapar de ataques violentos e se refugiaram em Manhattan. Graças ao apoio de um pastor da região, o menino pôde começar a frequentar uma escola. Lá, ele conheceu Russel Makofsky, um professor que o ensinou a jogar xadrez. Tani se apaixonou pelo esporte e desde então não parou de jogar.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está chegando! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos vai acontecer no dia 1 de junho, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

Tani se tornou um Mestre Nacional de Xadrez aos 10 anos (Foto: Freepik)

Mesmo com apenas 10 anos, Tani já mostrou que é uma promessa e um prodígio! O menino foi a primeira pessoa a vencer um campeonato estadual de primeira e sua pontuação é impressionante: ele contabilizou 1.587 pontos, praticamente metade da que o campeão mundial de xadrez tem.

Makofsky, além de apresentar o esporte e uma nova oportunidade de vida para Tani, também ajudou toda a família do menino ao arrecadar 250 mil dólares – equivalente a mais de 1 milhão de reais. Com esse dinheiro, o professor tirou o menino e os pais do abrigo onde moravam e eles conseguiram comprar uma casa própria para viverem juntos.