Menino de 11 anos aprende inglês sozinho e pais contam segredo para ajudar nos estudos

Os pais de Nicolas Pardim, Elias e Priscila, contaram em entrevista exclusiva à Pais&Filhos como eles ajudaram a motivar o filho durante os estudos

Resumo da Notícia

  • Em entrevista exclusiva à Pais&Filhos, os pais de Nicolas Pardim, de 11 anos, contaram como ajudaram o filho nos estudos de um novo idioma
  • O menino que aprendeu inglês com aplicativo conseguiu neste ano uma bolsa de estudos integral em uma renomada escola bilíngue de SP
  • Os responsáveis, Elias e Priscila, reforçaram a importância de saber uma segunda língua como o inglês para o futuro das crianças

Aprender uma nova língua nos dias atuais é fundamental. E a história de Nicolas Pardim, de 11 anos, surpreende: com ajuda dos pais ele conseguiu aprender o inglês de maneira autodidata e gratuita, conciliando a rotina esportiva ou escolar.

-Publicidade-

O menino é aluno de um colégio municipal, e aprendeu inglês numa plataforma online, a Duolingo, há quatro anos e, em 2020, conseguiu uma bolsa de estudos integral em uma renomada escola bilíngue internacional de São Paulo. A dedicação foi fundamental durante esse período, mas a motivação para aprender um novo idioma também, já que veio de dentro de casa.

O aprendizado o proporcionou uma bolsa de estudos em renomada escola bilíngue de São Paulo (Foto: Getty Images)

“Um novo idioma, como o inglês, transforma a pessoa em um cidadão do mundo. Estudar uma nova língua oferece oportunidades de morar fora do país, conseguir emprego em diversas empresas e a liberdade de conseguir se comunicar com estrangeiros”, disseram orgulhosos os pais de Nicolas, Elias Pardim, de 48 anos, e Priscila Melo Pardim, de 44, em entrevista exclusiva à Pais&Filhos.

Os pais ainda contaram que para o processo de aprendizado, a rotina foi e continua sendo fundamental. “A rotina criou um hábito positivo na vida do Nicolas e mantivemos a constância. Desde os 7 anos, ele pratica uma hora ou mais de inglês por dia, de segunda a sexta, seja no celular ou computador”, reforçaram.

Uma das facilidades do aprendizado autodidata é a liberdade de horário e diversidade de ferramentas nas quais você consegue aprender e estudar. “A vantagem [do estudo digital] para ele foi a escolha do momento de estudar: havia dias em que ele estudava do celular, em algum deslocamento de carro, ou dias em que ele preferia estudar em casa, do computador”.

Nicolas conseguia estudar em qualquer lugar o importante era estar praticando (Foto: Getty Images)

Para Elias e Priscila a única dificuldade desse método foi quando não havia internet disponível, mas manter a rotina com o garoto sempre foi fácil, tendo em vista que era o foco principal do casal. “É importante plantar sonhos na cabeça dos filhos e mostrar onde uma nova língua pode levá-los no futuro. Além disso, colocamos metas e estipulamos horário para ele se dedicar ao estudo”, explicam.

Eles ainda adicionaram que “para Nicolas, o que funcionou foi sempre praticar o inglês por uma hora todos os dias após a lição de casa do colégio. Não importava se ele estava no carro, sofá ou na escrivaninha, o importante era que ele estava praticando”.

Os pais ficaram realizados com a conquista do garoto (Getty Images)

Não só, mas fugir do aprendizado tradicional, com jogos, filmes e músicas em inglês deixaram o aprendizado do menino mais divertido, e deve-se lembrar que atividades mais dinâmicas cativam mais o interesse das crianças. “No caso de Nicolas, ele deu preferência a ouvir música em inglês, aos jogos online com jovens de outros países e aos filmes e séries em inglês, o que acelerou o aprendizado e enriqueceu seu vocabulário”, disseram.

Elias e Priscila, que acreditam que a família é o maior bem deles, contaram como se sentiram ao saber da  conquista da bolsa de estudos que o menino conseguiu devido ao aprendizado pelo aplicativo. “Um misto de alegria, satisfação e a certeza de que abrimos uma porta muito importante para o futuro dele”, concluíram orgulhosos.