Menino de 11 anos foge de casa se sentindo culpado após deixar irmão bebê cair no chão

A criança estava brincando com o irmão mais novo, quando o bebê caiu no chão e bateu a cabeça. O menino se sentiu culpado e saiu de casa chorando, sem rumo, enquanto a mãe levava o caçula para o hospital

Resumo da Notícia

  • Um menino de 11 anos fugiu de casa na região serrana após deixar o irmão bebê cair no chão e bater a cabeça
  • O irmão mais velho estava brincando com o irmão mais novo - e fugiu se sentindo culpado enquanto a mãe levava o caçula para o hospital, depois do acidente
  • Os policiais contam que encontraram o menino chorando e claramente abatido andando sem rumo pelo bairro Cidade Continental
  • Os pais do menino foram buscá-lo na delegacia, e fizeram questão de tranquilizar a criança falando que foi tudo um acidente

Um menino de 11 anos foi encontrado vagando sem rumo Rodovia ES 010, na Serra, na última terça-feira, 15 de junho. Os policiais que encontraram a criança contam que ele estava nitidamente abatido e chorando – e que fugiu de casa depois de deixar o irmão caçula de apenas 1 ano cair no chão e bater a cabeça.

-Publicidade-

A criança foi levada para a delegacia, onde contou aos policiais sobre a situação. O menino estava brincando com o irmão caçula quando o deixou cair no chão e bater a cabeça. Desesperado, ele pediu socorro da mãe – que o deixou com o pai enquanto levava o bebê para o hospital. Diante do ocorrido, o irmão mais velho se encheu de remorso e fugiu de casa, sem rumo.

O menino foi encontrado vagando desorientado, sem rumo e chorando por policiais (Foto: Reprodução/ Folha Vitória)

O sargento Duarte e o soldado Siqueira estavam a bordo da viatura quando encontraram o menino andando sem para na região do bairro de Manguinhos. A dupla estava em busca da criança desaparecida – e a levaram para a sede do posto de trânsito de Manguinhos. Alguns minutos mais tarde, o pai do menino veio buscá-lo, e os policiais levaram a dupla ao encontro da mãe no hospital.

A equipe de buscas conta que a criança estava muito desorientada quando foi encontrada. Os policiais procuraram acalmá-lo desde o momento em que o encontraram – e a família ainda teve uma conversa com o irmão mais velho sobre não estarem bravos com ele e toda a situação não passar de um acidente.