Menino de 11 anos recebe notícia que a mãe morreu por coronavírus e depois descobre que foi enganado

A família foi avisada da morte por uma ligação do hospital. Dois dias depois eles ligaram novamente dizendo que havia um erro na informação. O caso aconteceu em Unterhaching, no sul de Munique

Resumo da Notícia

  • Garoto de 11 anos recebe a notícia de que a mãe havia falecido
  • Ela estava internada devido ao coronavírus
  • Dois dias depois a família descobriu que a notícia era falsa
  • A irmã conta como foi a reação da família
Garoto de 11 anos recebe a falsa notícia de que a mãe havia falecido (Foto: Getty Images)

Um garoto de apenas 11 anos passou por momentos de muita tristeza ao descobrir que a mãe havia falecido por complicações causadas pelo coronavírus. A família já estava preparando funeral da ente querida quando foram surpreendidos por uma ligação do hospital dizendo que haviam cometido um grande erro e que ela ainda estava viva.

-Publicidade-

Apesar da felicidade ao descobrir que a mãe estava bem, a confusão rendeu à família um estresse emocional gigantesco. Segundo o que a irmã da paciente, Andrea, falou ao jornal Mirror, antes da situação ser esclarecida a família já havia ligado para avisar os colegas de trabalho e amigos da morte.  E precisaram desfazer uma enorme confusão.

Tudo aconteceu em Unterhaching, no sul de Munique. Andrea contou que a irmã foi infectada pela covid-19 na casa de repouso onde trabalha. No início de abril, ela foi internada na UTI, onde começou a respirar com ajuda de ventiladores. Pela situação na qual estava, ela não poderia receber visitas, então o hospital atualizava a família sobre o estado de saúde da paciente via telefone.

-Publicidade-

Em uma dessas ligações rotineiras, o hospital anunciou que ela estava bem, mas que “ela ainda não havia atravessado o pior momento”. Momentos mais tarde, no mesmo dia, a família recebeu a ligação dizendo que ela havia falecido. “Fiquei completamente chocada. Saí do trabalho imediatamente. Fui ao encontro da minha família e contei a notícia. Eu tive que dizer ao meu sobrinho de 11 anos que a mãe dele havia morrido. É claro que ele começou a chorar. Como você diz gentilmente a uma criança de 11 anos algo assim? Não há nada pior para uma criança do que isso”, contou.

Dois dias depois Andrea foi até o hospital recolher os pertences da irmã. Logo depois que saiu do local, ela recebeu uma ligação. “Era o hospital novamente e a conversa começou com a pessoa dizendo: ‘Por favor, não fique chateada’. Você precisa se sentar. Houve uma confusão. Sua irmã não morreu. Ela está bem'”.

Apesar de aliviada, Andrea não entendeu como a equipe poderia ter cometido um erro tão grave. Hoje, a irmã segue internada, mas está evoluindo e a família espera que ela possa sair do hospital logo.

-Publicidade-