Menino de 13 anos mata a família a tiros por não deixarem usar o celular

O adolescente confessou que matou a família por não o deixarem usar o celular porque não tirou boas notas na escola. O caso aconteceu em Patos, na Paraíba

Resumo da Notícia

  • Menino de 13 anos mata a família a tiros por não deixarem usar o celular
  • O adolescente confessou o crime
  • O caso aconteceu em Patos, na Paraíba

No último sábado, 19 de março, um menino de 13 anos confessou que matou a família por não o deixarem usar o celular porque não tirou boas notas na escola. A mãe, de 47 anos, e o irmão mais novo, de 7, foram morreram. Já o pai, de 57 anos, ficou gravemente ferido. O caso aconteceu em Patos, na Paraíba.

-Publicidade-

O garoto foi apreendido e levado para a Delegacia de Homicídios e Entorpecentes da Polícia Civil do município. De acordo com ele, o pai, que é policial militar, havia saído e, pouco antes de sair de casa, tirou o celular do menino. Quando retornou, encontrou a esposa sem vida e pediu para que o filho soltasse a arma. No entanto, ele foi atingido no tórax e no pé.

Menino de 13 anos mata a família a tiros por não deixarem usar o celular
Menino de 13 anos mata a família a tiros por não deixarem usar o celular (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)

O irmão mais novo ouviu o barulho dos tiros e correu para abraçar o pai que estava ferido. Porém, também foi baleado pelas costas e morreu antes de chegar ao hospital.

O adolescente havia negado o ato, no entanto, acabou confessando na delegacia. Em seguida, foi apreendido na carceragem da Polícia Civil de Patos aguardando audiência de apresentação. Após a apreciação judicial, ele pode ser encaminhado ao Centro Especializado de Reabilitação de Sousa.