Menino de 3 anos organiza família para doar lanches para sem-teto e dá show de empatia

Baruk Fernandes tirou a família de Jacarépaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, para que pudessem ajudar moradores de rua que estavam em frente ao prédio do menino de madrugada

Resumo da Notícia

  • Baruk Fernandes possui apenas 3 anos e já demonstra ter um coração cheio de gentileza
  • O menino mobilizou toda a família para doar lanches para moradores de rua que estava em frente ao seu prédio durante uma fria madrugada em Jacarépaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro
  • A mãe de Baruk conta que foi muito difícil para o menino entender porque aquelas pessoas não tinham as roupas e comidas que ele mesmo possuía

O pequeno Baruk Fernandes, de 3 anos de idade, provou para os familiares que já possuí um coração de ouro e uma empatia valiosa. O menino, ao perceber a presença de moradores de rua em frente ao seu prédio durante uma madrugada, mobilizou toda a família para a doação de lanches para o grupo!

-Publicidade-

A mãe de Baruk, em entrevista ao Portal Notícias do Brasil, contou que foi muito difícil para o pequeno compreender as dificuldades que as 3 pessoas dormindo na calçada de sua rua enfrentavam. “Ela não conseguia explicar por que aquelas pessoas não tinham casa, comida ou roupa quentinha”, contou Jurema, avó do menino que fez parte do batalhão de parentes determinados em ajudar os sem-teto.

Baruk Fernandes deu um show de empatia! (Foto: Reprodução/ TV Globo)

“‘Vovó, você tem alguns biscoitos que possa me dar?’, lembra Jurema Alves. “Falei: ‘Tenho, sim, você está com fominha?’ Aí ele falou: ‘Não, vovó, é para levar para uns amigos meus que estão com fome’”, contou Jurema, sobre a noite do evento. A família ainda relembra da vontade insaciável do pequeno em ajudar com tudo o que estivesse ao seu alcance.

“Eu vou levar todo o biscoito na minha mochila para eles. A gente podia levar uma roupa do papai, boné, calça”, sugeriu Baruk, em vídeo registrado pela mãe, Marcele. No dia seguinte, a família ainda conta que as doações viraram uma diversão para o menino – que queria levar mais coisa para os moradores de rua. A mãe sugeriu que a dupla preparasse uma sopa para o grupo, e Baruk adorou a ideia! A família conta que ele até se preocupou em escrever uma cartinha para cada pessoa que iria se beneficiar com o alimento. Assim, o menino iniciou, com apenas 3 anos, uma corrente do bem que não terá fim tão cedo!