Menino de 5 anos desaparece no 1º dia de aula na escola: “Revolta muito grande”

A criança foi encontrada cerca de 2 quilômetros de distancia do colégio. Escola afirma que episódio foi caso isolado e que demitiu funcionária que deixou criança sair

Resumo da Notícia

  • Menino de 5 anos desaparece no 1º dia de aula
  • Ele foi encontrado cerca de 2km de distância da unidade
  • A escola está sendo investigada por abandono de incapaz

Uma criança, de 5 anos, desapareceu na última terça-feira, 8 de fevereiro, no 1º dia de aula na Escola Infantil SuperAção, em Campo Grande, MS e foi encontrada há 2 quilômetros de distância da instituição.

-Publicidade-

A mãe do garoto, Juliana de Oliveira dos Santos, de 31 anos, desabafou sobre o ocorrido ao portal Campo Grande News.“É um sentimento de revolta muito grande, porque uma hora dessa eu poderia estar enterrando meu filho. Deixei ele e fui para o serviço confiando que ele estava na escola, quando, na verdade, ele estava andando por aí sozinho”, disse.

Diante do caso a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) abriu inquérito por abandono de incapaz contra a instituição. De acordo com a babá, a mãe e o pai deixaram o menino na escola por volta das 10h e quando retornaram para buscá-lo antes das 17h, ele já não estava mais lá. “As outras mães iam levando seus filhos embora e nós ficávamos lá. Várias funcionárias iam até lá, nos olhavam e não falavam nada”, contou.

Menino desaparece no 1º dia de aula na escola
Criança de 5 anos desaparece no 1º dia de aula na escola (Foto: Getty Images)

Juliana relatou ter entrado em desespero e acionou diversas mães para procurar pelo filho. Quando já estava na delegacia para registrar o desaparecimento da criança, o marido ligou para informar que havia o encontrado. “Enquanto a gente procurava em todo lugar, uma delas chegou a perguntar se meu marido não tinha se confundido e deixado ele em outra escola. Depois, falou que minha mãe poderia ter levado meu filho, sendo que as únicas pessoas que estavam autorizadas a buscá-lo eram eu e meu marido”, disse.

De acordo com a criança, ele queria voltar para casa e aproveitou para sair quando uma funcionária abriu o portão para que ele passasse. “Ele disse que queria ir embora para casa e foi, sem ninguém impedir. Foi encontrado em uma avenida movimentada, a ponto de ser atropelado”, relembrou. Após o ocorrido, os pais tiraram o garoto da instituição. “Ele nunca mais pisa os pés lá”, afirmou.

Escola Infantil SuperAção fez um pronunciamento sobre o incidente. “Nunca havia acontecido em 20 anos que existe na região. A escola sempre zelou pela segurança dos seus alunos e está revendo os procedimentos de segurança depois do ocorrido”.