Menino de 6 anos morre após pai obrigá-lo a correr na esteira por ser “gordo demais”

O caso aconteceu em Nova Jersey, nos EUA. Christopher Gregor é pai de Corey Micciolo – criança que não resistiu e faleceu após ter sido forçado a correr na esteira até a exaustão para perder peso

Resumo da Notícia

  • Menino de 6 anos morre após pai obrigá-lo a correr na esteira por ser "gordo demais"
  • O caso aconteceu em Nova Jersey, nos EUA
  • Christopher Gregor é pai de Corey Micciolo - criança que não resistiu e faleceu após ter sido forçado a correr na esteira até a exaustão para perder peso

Absurdo! Corey Micciolo tinha apenas 6 anos de idade quando morreu, em abril do ano passado, após ter sido forçado a correr até a exaustão pelo pai, Christopher Gregor. O homem foi condenado por assassinato do próprio filho em Nova Jersey, nos EUA.

-Publicidade-

As informações foram divulgadas pelo portal Daily Mail. O momento em que Christopher força o filho a correr na esteira de uma academia foi registrado por câmeras de segurança do local, mas não foi divulgado. Nele, a polícia contou que Corey aparece caminhando na esteira, quando seu pai continuamente aumenta a velocidade do aparelho. O menino chega a cair algumas vezes pelo cansaço mas, mesmo assim, o pai o levanta e o obriga a continuar correndo.

Em dado momento do registro, autoridades disseram que Christopher parece morder a cabeça do filho para que ele continue na esteira. A mãe de Corey, Breanna Micciolo, denunciou o ex-marido para o Conselho Tutelar após perceber que o filho estava com lesões.

Christopher, à direita, é pai de Corey e foi preso pelo assassinato do filho
Christopher, à direita, é pai de Corey e foi preso pelo assassinato do filho (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

Inicialmente, Christopher havia sido notificado a respeito dos riscos que estava causando ao filho. Contudo, após o acesso ao vídeo, autoridades passaram a acusá-lo de assassinar o próprio filho. O pai segue na cadeia, contudo, informações a respeito da pena e possibilidade de liberdade sob fiança não foram divulgadas.

O advogado de Christopher, Mario Gallucci, afirmou o pai alega não ter matado o filho. Mesmo assim, contou ainda que está sendo ameaçado de morte por assumir o caso. De acordo com relato feito por Corey antes de morrer, Christopher teria forçado ele a correr na esteira por estar “gordo demais”.

A mãe de Corey, Breanna, criou uma página no Facebook para divulgar e trazer visibilidade para a história do filho. Ao todo, já são 18 mil membros no grupo. “Criei este grupo para lutar por justiça para meu filho, Corey Micciolo. Ele tinha apenas 6 anos quando sua vida foi tirada dele, por alguém que deveria cuidar e amá-lo: o pai dele. Temos um exército aqui e não vamos parar de lutar até que a justiça seja feita”, escreveu ela, por lá.