Menino de apenas 11 anos que fugiu sozinho da guerra finalmente reencontra toda a família

O Hassan Al-Khalaf, menino que fugiu sozinho da Ucrânia, finalmente encontrou a mãe e a avó. As duas familiares conseguiram fugir dos bombardeios dias depois da fuga do garoto

Resumo da Notícia

  • O menino de 11 anos fugiu do país sozinho, deixando mãe e avó na Ucrânia
  • A família do garoto ficou em casa por questões de mobilidade
  • Pouco tempo depois, mãe e avós conseguiram fugir dos bombardeios

Em um ato de sobrevivência, o Hassan Al-Khalaf, menino ucraniano de 11 anos, teve que fugir sozinho da zona de guerra, deixando para trás a sua mãe e a avó. A criança teve que seguir de maneira solitária, pois, a mãe não quis deixar a avó sozinha em casa – visto que, a idosa não consegue andar. O garoto, que viajou da cidade de Zaporíjia com apenas uma sacola de plástico, o passaporte e o telefone do irmão – chegou na Eslováquia no dia 5 de março.

-Publicidade-

A mãe do garoto, a Yulia, só conseguiu sair da residência com a idosa,  após conseguir ajuda de um comboio compartilhado com outros refugiados. A decisão de sair do local foi tomada após a Yulia notar a intensificação dos bombardeios russos. Os refugiados chegaram na Bratislava, capital da Eslováquia. Sendo assim,  foi possível que o Hassan encontrasse com a mãe e a avó. O encontro mais do que esperado aconteceu nesta terça-feira, 15 de março.

A história teve uma repercussão mundial após ser contada pela polícia da Eslováquia. “O impossível tornou-se realidade. Hassan, que viajou sozinho da Ucrânia e cuja história ganhou o mundo inteiro, já está com a mãe. Depois de uma jornada muito longa e difícil, conseguiram encontrar-se na Eslováquia. Mãe, avó e cinco irmãos estão todos bem, juntos e seguros. Obrigado a todos que ajudam refugiados da Ucrânia”, informou a polícia.

Criança reencontra família
Criança reencontra família após fugir da guerra (Foto: Reprodução/Polícia Slovenskej republiky)

Embora a história seja impactante, a família de Yulia e Hassan já passaram por outros conflitos de guerra. Anos atrás, o grupo familiar teve que deixar a Síria por conta do caos amplificado. O pai do Hassan, infelizmente, morreu no país. Após o acontecimento, a Yulia, que é ucraniana, retornou à terra natal com os filhos.

As três irmãs de Hassan viajaram para encontrar o irmão mais velho, que estava localizado em Bratislava. Se a jornada realizada pelas irmãs fosse segura, o Hassan iria em seguida, deixando para trás apenas a mãe e a avó. Como a idosa não consegue se locomover, a Yulia permaneceu na Ucrânia com a mãe. Ambas só conseguira sair da zona de guerra dias depois.

“Perderam tudo de novo, mas dessa vez a guerra não tirou ninguém deles. Eles estão juntos e é isso que importa”, disse a polícia local.