Menino nada por uma hora para salvar família levada por correnteza

Chase, de apenas sete anos, foi muito corajoso ao nadar por uma hora para resgatar o pai e a irmã durante um passeio de barco

Resumo da Notícia

  • Chase, de sete anos, nadou até conseguir pedir ajuda
  • O pai e a irmã do menino foram levados por uma correnteza enquanto nadavam
  • O caso aconteceu em Jacksonville, nos Estados Unidos

Na última sexta-feira, 28 de maio, Steven Poust mostrou que o filho, de apenas sete anos, é um verdadeiro herói! Durante um passeio de barco em família, em Jacksonville, o menino precisou buscar ajuda após o homem e a irmã serem levados pela correnteza no rio St. Johns.

-Publicidade-

Segundo a CNN WKXT, Stevan disse que ancorou o barco para que os filhos, Chase, de 7 anos, e Abigail, de 4, pudessem nadar no rio. Por causa da correnteza, a menina não conseguiu se segurar. Vendo a situação, o irmão também se soltou para ajudar, mas sem sucesso.

Chase, de sete anos, nadou até conseguir pedir ajuda (Foto: Freepik)

O pai das crianças mergulhou para salvar a filha e pediu que Chase nadasse até a costa para pedir ajuda, pois estava usando um colete salva-vidas. “Eu disse a ele que o amava porque não tinha certeza do que iria acontecer. Tentei manter os dois. Eu estava exausto. Ela se afastou de mim dentro do rio”.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está rolando AGORA! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos é hoje, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios e assistir ao Seminário ao vivo, clique aqui!

Uma hora depois, o menino conseguiu chegar até a costa. Steven disse que o filho flutuou de costas para não se desgastar. Quando chegou a borda, correu para pedir ajuda ao pai e a irmã. A família, por causa da correnteza, ficou a 3 km de onde o barco estava localizado, de acordo com o Departamento de Bombeiros e Resgate de Jacksonville. Saiba como prevenir afogamentos.

As autoridades alcançaram o barco, mas precisaram pedir ajuda para ampliar a busca. Se não fosse por todo o trabalho em equipe, o porta-voz Eric Prosswimmer disse que o final da família poderia ter sido diferente. “Tínhamos todos os recursos possíveis para vir rapidamente e estamos felizes em dizer que todos os três foram recuperados e estão bem. “Não podíamos ter um resultado melhor”, conclui.