Menino vende doces para arrecadar dinheiro e realizar sonho de ter um cachorro

Marco Antônio Oliveira de Proença, de 16 anos, decidiu começar a vender brigadeiros depois de conversar com a mãe para conseguir adotar o pet e manter as despesas com rações e vacinas

Resumo da Notícia

  • Um menino começou a vender brigadeiros para realizar o sonho de adotar um cachorro
  • Marco Antonio, de 16 anos, quer arrecadar dinheiro para conseguir adotar e manter o pet
  • A ideia veio depois de uma conversa com a mãe

Um jovem de 16 anos decidiu começar a vender brigadeiros para arrecadar dinheiro e poder realizar o sonho de adotar um cachorro. Marco Antônio Oliveira de Proença passou a produzir os doces e vender de porta em porta nas casas e empresas de Maringá.

-Publicidade-

De acordo com Marco Antonio, ele contou sobre o desejo para a mãe, que disse não ter condições de manter um animal de estimação. Determinado a realizar seu sonho, ele colocou a mão na massa e passou a cozinhar e vender brigadeiros para juntar dinheiro e custear o que for necessário para ter o pet.

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)

“É um sonho antigo ter um cachorro, mas nos últimos meses ficou mais forte. Como minha mãe disse que não daria para a gente manter um cachorro, eu pensei em fazer alguma coisa e me veio a ideia do brigadeiro. Fizemos alguns e está dando certo. Estou vendendo bem”, o menino contou em entrevista ao GMC Online.

Depois de conversar com a mãe sobre a ideia, ela comprou a vontade do filho e começou a ajudá-lo a produzir os brigadeiros. Para isso, contaram com os ensinamentos de uma tia, que mostrou como fazer o doce. “A gente aprendeu e agora estamos fazendo. É bem legal”, ele disse. Juntos, Marco e a mãe fazem dezenas de brigadeiros por dia.

Sandra de Oliveira Proença, de 50 anos, contou que ficou surpresa com o pedido do jovem. “Para mim é divino ele ter essa experiência. Nunca vi gostar tanto de cachorro desse jeito. Não tenho condições de comprar as rações e as vacinas, mas fiquei feliz e surpresa ao mesmo tempo com a ideia dele. Eu nem imaginava”, contou ao portal.

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)

Marco vende cada brigadeiro por R$2 e, quando conta o motivo pelo qual está empreendendo, as pessoas compram o doce. O jovem vende os doces no centro de Maringá, geralmente nas lojas para os funcionários que trabalham ali e os clientes que aparecem nos locais.

Animado com as vendas dando certo, Marco Antonio contou que acredita que conseguirá adotar o animal em poucos dias e que terá recursos para manter o pet. “Daqui uns dias eu e meu pai já vamos nas feiras de adoção procurar um cachorro. A gente está pensando em um animal de porte médio, o dinheiro para a ração já está surgindo”, disse.