Mês da Consciência Negra: livros e brinquedos para falar sobre representatividade e diversidade com seu filho

No mês da Consciência Negra, trouxemos alguns produtos que te ajudarão a falar sobre representatividade e diversidade com seu filho

Há décadas, novembro se tornou referência como o mês da consciência negra, inspirando atividades, eventos e ações que promovem a cultura negra e chamam a atenção para o povo negro brasileiro, que sofre as consequências das mazelas da escravidão até hoje. O Dia Nacional da Consciência Negra está chegando, 20 de novembro, e relembra o assassinato de Zumbi dos Palmares, que lutava contra a escravidão no Brasil e se torna hoje um dos maiores símbolos da resistência negra.

-Publicidade-

Mas você sabe o que é representatividade? Em poucas palavras, é a expressão dos interesses e da cultura de um grupo minoritário na figura de um representante – seja em uma produção cinematográfica ou literária, por exemplo. Falar sobre representatividade, então é falar sobre política e lutas sociais. Mas isso não é um conceito fácil de explicar – principalmente para as crianças. Então, para tentar facilitar um pouco essa conversa tão importante, separamos alguns livros infantis, brinquedos e filmes que podem ajudar nessa tarefa social.

A Princesa e o Sapo (DVD)

(Divulgação/Amazon)

Baseado no clássico conto do Príncipe Sapo, essa animação da Disney de 2009 conta a história de Tiana, uma jovem trabalhadora negra que sonha em ter seu restaurante próprio. Ela é a primeira, e única, princesa negra do Universo Disney.

-Publicidade-

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Homem Aranha: no Aranhaverso (DVD)

(Divulgação/Amazon)

Eleito por muitos como o melhor filme de super-heróis, essa versão do Homem Aranha é protagonizada por um garoto negro, representado em toda a sua complexidade.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Boneca Baby Alive Negra

(Divulgação/Amazon)

Se você acompanha a atriz Taís Araújo, deve lembrar do caso em que ela comentou que sua filha, Maria Antonia, renomeou suas bonecas como Beyoncé e Blue Ivy, após conhecer o trabalho da cantora. Ela finalizou o tuíte sobre o assunto dizendo “e aí, representatividade importa ou não?”.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Boneco Pantera Negra

(Divulgação/Amazon)

O filme da Marvel, Pantera Negra, ganhou destaque no assunto representatividade por ser um filme de super herói que abordou questões culturais e históricas dos povos africanos. Chadwick Boseman, que interpretava o personagem principal T’Challa, rei de Wakanda, se tornou um dos símbolos da resistência negra, e veio a falecer em agosto desse ano. Ele lutava contra um câncer de cólon.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Garra Básica Pantera Negra

(Divulgação/Amazon)

Mais um da produção da Marvel que conquistou o mundo. As garras são retráteis, então em contato com uma superfície dura elas retraem, e ao golpear o ar são liberadas. E claro, são de plástico para a segurança das crianças.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Boneca Baby Alive Sereia

(Divulgação/Amazon)

Acompanha uma cauda removível, que pode ser colocada para brincar dentro d’água, fazendo a boneca virar uma sereia.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Livro O Pequeno Príncipe Preto

(Divulgação/Amazon)

De Rodrigo França, o texto, originalmente uma peça infantil, traz a narrativa sobre a importância da valorização das raízes étnicas e culturais, além da força do amor e carinho.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Livro Menina Bonita do Laço de Fita

(Divulgação/Amazon)

De Ana Maria Machado, o livro é uma homenagem à beleza negra, sendo essencial para a formação. Conta a história de uma menininha negra, que explica sua cor e suas raízes ao amigo coelho.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Livro Amoras

(Divulgação/Amazon)

O livro adapta o rap Amoras, de Emicida, para uma versão literária infantil para explicar a importância de crianças negras se reconhecerem no mundo e se orgulharem de quem são.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Livro O Cabelo de Lelê

(Divulgação/Amazon)

De Valéria Belém, a obra fala da relação que uma menina negra tem com seus cachos – ela não gosta do que vê e se pergunta de onde vêm tantos cachinhos. Encontra a resposta, então, em um livro sobre história e herança da beleza africana.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Lápis de cor Caras & Cores

(Divulgação/Amazon)

Vamos tentar quebrar o dogma de que lápis de cor é apenas aquela cor bege-rosa claro? Essa linha da Faber Castell tem esse intuito, de trazer a diversidade étnica-racial.

Separamos AQUI o link para você comprar o produto pela Amazon.

Playlist Consciência Negra

(Divulgação/Amazon)

Para finalizar, não podia faltar a quarta arte, a música. Essa playlist foi criada por editores da Amazon Music, e vale muito a pena ouvir.

Separamos AQUI o link para você acessar a Amazon Music.

-Publicidade-