“Meu irmão lutou pela guarda dos filhos, mas quem cuida das crianças sou eu”

Ela disse que o rapaz deixa as crianças na casa dela e não a ajuda em nada

Resumo da Notícia

  • Após ganhar a guarda dos filhos, o homem deixa as crianças sob os cuidados da irmã
  • A mulher que já tem um filho e está grávida do segundo se sente sobrecarregada
  • Ela quer que ele tome alguma atitude e mude essa situação

Uma mulher contou que mesmo após brigar na justiça pela guarda dos filhos, seu irmão não dá tanta atenção para as crianças e quem realmente cuida delas é ela, a tia- e isso já vem acontecendo há dois anos.

-Publicidade-
Por mais que ame os sobrinhos, a tia se sente sobrecarregada
Por mais que ame os sobrinhos, a tia se sente sobrecarregada (Foto: Shutterstock)

Anonimamente no site Mumsnet, apesar de amar os sobrinhos, a mulher que já tem um filho e está grávida de outo, contou que está sobrecarregada e quer que o irmão tome uma atitude sobre isso. “Estou no meu limite. Estou farta e ninguém parece enxergar isso”, disse.

Ela contou como tem sido a rotina nesses últimos anos: “Seus filhos estão aqui o tempo todo. Três dias por semana ele os deixa em casa às 8 horas da manhã e eu dou café da manhã e levo as crianças para a escola de ônibus. Eu tenho que voltar no ônibus para pegá-las e trazê-las de volta para minha casa comigo, ele as pega por volta das 17:30″.

A mulher acrescentou como é difícil falar sobre a situação com o irmão e que, quando o faz, ele faz comentários de culpa. “Algumas vezes eu mandei mensagens para dizer que não posso cuidar dos filhos dele e só recebo comentários como: ‘Quando fui ao tribunal, todos disseram que me ajudariam’. Não é problema meu que você lutou por mais custódia do que pode administrar!”, afirmou

A mulher contou que o irmão não a ajuda em nada
A mulher contou que o irmão não a ajuda em nada (Foto: iStock)

A mulher disse que a mãe de seus sobrinhos “não é uma pessoa ruim” e que ela os ama. “Estou no meu limite. Me sinto tão culpado pela mãe deles que ela está sentindo falta das crianças e eu estou aqui sentindo que ganhei dois novos filhos que não pedi. “Eu amo meus sobrinhos, mas não sou a mãe deles, não lutei pela guarda deles, então por que estou cuidando deles? “, questionou.

“Eu disse que ele precisa de um novo plano. Eu me importo com meus sobrinhos, mas não estou feliz nesta configuração e sinto que estou sendo considerada má quando digo isso. Estou exausta. Quero aproveitar algum tempo apenas com meus filhos!”, continuou o desabafo.

“Nunca há nenhum agradecimento, nunca nenhum dinheiro para as passagens de ônibus, comida e bebida que eles têm aqui, nunca nenhuma contribuição para nada, apesar de estarem em minha casa quase todo fim de semana. Sinto que tenho sido mais do que justa, mas estou sendo pisoteado neste momento. Apenas tristeza se eu disser não. Algumas vezes eu disse não e ele os deixou de qualquer maneira”, falou.