Michelle Obama conta segredo para criar crianças com hábitos saudáveis em nova série da Netflix

A antiga primeira-dama dos Estados Unidos conta em entrevista à Parents, da qual tivemos acesso em primeira mão, como ensinou as filhas com Barack Obama a comerem comidas saudáveis, como tem lidado com a pandemia em família e contou sobre a nova série que estrela na Netflix: ‘Waffles + Mochi’

Resumo da Notícia

  • O mundo continua rodando, mas há uma coisa que permanece constante: as crianças não gostarem de vegetais
  • Michelle Obama, a campeã da alimentação saudável durante seu período com primeira-dama na Casa Branca, ainda está na missão de transformar a mente e coração de crianças que não comem "bem"
  • Em entrevista exclusiva à Parents, da qual tivemos acesso em primeira mão, ela comentou sobre como ensinou as próprias filhas a comerem bastantes variedades e como tem sido passar a pandemia em família
  • Não só, mas ela contou sobre a nova série na qual estrela na Netflix: 'Waffles + Mochi'

O mundo continua rodando, mas há uma coisa que permanece constante: as crianças nem encostarem nos vegetais por acharem eles nojentos na hora de comer. Michelle Obama, a campeã da alimentação saudável durante seu período com primeira-dama na Casa Branca, ainda está na missão de transformar a mente e coração de crianças que não comem “bem”.

-Publicidade-

O último projeto dela se chama ‘Waffles + Mochi’, uma mistura de ‘Muppets’ com um show de culinária feito para crianças, série que está na Netflix pela Higher Ground, produtora que ela e Barack Obama fundaram. Michelle estrela como dona de um supermercado, ao lado de dois fantoches titulares: duas comidas congeladas que sonham em aprender a cozinhar. Eles conhecem chefes reconhecidos globalmente como Samin Nosrat e José Andrés, que os ensinam como preparar comidas das mais diferentes culturas e países.

Sem contar com as participações especiais de celebridades, Jack Black, Common e Rashida Jones, que mantém o programa divertido, inclusive para os adultos. Em entrevista a revista americana Parents, da qual tivemos acesso em primeira mão, Michelle Obama respondeu sobre como são as refeições na própria casa e como a família tem lidado com a pandemia.

Michelle Obama comentou sobre como incentivar uma alimentação saudável (Foto: Netflix/ Miller Mobley)
  • PARENTS: Waffles + Mochi é todo sobre a expansão do paladar das crianças assim como a visão de mundo delas. Adoraríamos ouvir porque você queria fazer esse show.

MICHELLE OBAMA: O trabalho que eu fiz pela saúde das crianças como primeira-dama não foi um ato. E enquanto eu estava trabalhando na minha campanha ‘Let’s Move!’, eu descobri o quão importante é conhecer as crianças e de onde elas vem e deixá-las animadas para conhecer novas comidas nutritivas. Para mim ‘Waffles + Mochi’ é uma aplicação dessa lição. Não é uma aula, é genuinamente engraçado. Nos leva a aventuras, de uma fazenda de batatas no Peru a um festival de kimchi na Coréia do Sul. E eu acho que vai ajudar pais, porque como sabemos, colocar uma comida saudável na mesa é uma coisa, fazer as suas crianças comerem ela é outra completamente diferente.

  • P: Qual a sua estratégia para fazer as suas próprias filhas experimentarem novas comidas?

MO: Eu queria ter respostas na ponta da língua, mas eu acho que o principal foi continuar introduzindo diferente comidas e sabores na mistura. Algumas vezes levou 10 ou mais vezes para as minhas garotas começarem a gostar de um novo alimento, mas eventualmente chegamos lá.

  • P: O que é um jantar tradicional durante a semana na família Obama?

MO: Quando Sasha e Malia eram pequenas nós éramos uma grande família de frango e brócolis. Era fácil de preparar e eu sabia que as meninas gostavam, então se tornou o prato da vez em noites ocupadas da semana.

  • P: A primavera é uma ótima estação para a maioria das pessoas começarem uma horta de vegetais. Qual a sua dica para começar o projeto – especialmente com crianças?

MO: Só comece e suje as mãos. Eu sei que nem todas as famílias têm fácil acesso a terras férteis, mas eu encorajo começar ainda assim, com vasos! Você consegue plantar coisas maravilhosas em uma varanda. Qualquer forma que você conseguir colocar o seu filho em contato com verduras e frutas é uma vitória para mim. Esse é grande parte do motivo pelo qual estamos arrecadando dinheiro por meio do ‘Partnership for a Healthier America’, ou seja ‘Parceria por uma América mais Saudável’, para prover mais de 1 milhão de refeições para famílias necessitadas. Qualquer um pode doar no site ‘wafflesandmochi.org’.

Michelle deu dicas de como começar uma horta de legumes com as crianças (Foto: Netflix/ Adam Rose)
  • P: Como tem sido ficar em casa com suas filhas universitárias por meses?

MO: Para nós está sendo bem mais fácil do que para quem está na linha de frente e fazendo todos aqueles serviços essenciais. Para Barack e eu, por mais que a vida certamente esteja diferente, nós tivemos a sorte de passar tanto tempo um com o outro e com as nossas filhas. Uma coisa que eu passei a apreciar são longas, espontâneas conversas. Independente de estarmos falando sobre o movimento ‘Vidas Negras Importam‘ ou uma nova série da Netflix, eu sempre aprendo algo com eles.

(Foto: GettyImage)
  • P: Você disse ter enfrentado um grau baixo de depressão durante a pandemia. Muitas mães estão no mesmo barco. Como você lidou?

MO: Tem sido difícil, não vou mentir. Mas não é só a pandemia – nós todos fomos mexidos com o assassinato de George Floyd, e depois um atraso no acerto de contas sobre o racismo neste país [Estados Unidos]. Só alguns meses depois houve uma ameaça à nossa democracia de dentro do nosso próprio governo e a violência dos atos no Capitólio. Tem tanto trabalho a ser feito. E a realidade é que nem todos os problemas podem ser resolvidos com a mesma solução, mas para mim, quando o assunto é autocuidado. Ou seja, dormir bem, comer comidas saudáveis, fazer exercício – os básicos. E às vezes isso quer dizer estar OK em não fazer tudo ‘certo’ e praticar um pouco de autoamor. Nós todos podemos oferecer um pouco mais de empatia para os outros e nós mesmos neste período.

  • P: Como você cria crianças para elas saberem que a voz deles importa e eles efetivamente podem mudar o mundo? 

MO: Minha mãe, Marian Robinson, poderia, realmente, escrever um livro sobre isso. Desde que eu e meu irmão éramos pequenos, ela levou os nossos pensamentos e questionamentos a serio. Sem nunca “adocicar” as próprias respostas, sempre ouvindo mais do que palestrando. Isso me trouxe ótimas lições quando chegou a hora de eu usar a minha própria voz no mundo. Criando as minhas próprias filhas eu sempre tentei seguir o exemplo dela.

  • P: Que conselho você daria para os pais hoje em dia?

MO: Pense nos seus filhos como pequenas pessoas em treinamento. As limitações, regras e disciplina que você determina quando eles são pequenos, vai ser o que eles vão levar para a vida inteira. Seja nós tratarmos os outros com empatia ou conseguir concluir um trabalho a tempo, nós estamos os preparando para saírem do ninho e serem independentes, seres humanos responsáveis na Terra.

Traduzida por Letícia Mutchnik, filha de Sofia e Christiano, é estagiária na Pais&Filhos e estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.