Mike Tyson diz que morte da mãe foi uma das melhores coisas que já aconteceram

Mike Tyson tinha apenas 16 anos de idade quando Lorna Tyson morreu de complicações de um câncer, em 1982. Ele explicou a afirmação

Resumo da Notícia

  • Mike Tyson diz que morte da mãe foi uma das melhores coisas que já aconteceram
  • Ele tinha apenas 16 anos de idade quando Lorna Tyson morreu de complicações de um câncer, em 1982
  • O ex-lutador fez a afirmação durante participação em um podcast

Mike Tyson, ex-lutador de box americano, afirmou que a morte de sua mãe foi uma das melhores coisas que já aconteceram. Ele estava em participação do podcast Club Shay Shay, que vai ao ar nos Estados Unidos. Por lá, ele ainda explicou o ocorrido.

-Publicidade-

Tyson tinha apenas 16 anos quando Lorna Tyson faleceu após complicações de um câncer, em 1982. Dois anos depois, o campeão dos pesos pesados dava início a uma carreira que faria história no boxe. Segundo Tyson, contudo, foi por causa da perda da mãe que ele aprendeu a se virar e se defender de ataques no bairro do Brooklyn, em Nova Iorque, onde morava antes da fama.

Mike Tyson disse que aprendeu a se defender nas brigas de rua em que se metia desde que a mãe morreu
Mike Tyson disse que aprendeu a se defender nas brigas de rua em que se metia desde que a mãe morreu (Foto: Reprodução/ Metrópoles)

“Sabe, uma das melhores coisas que já aconteceu comigo é que minha mãe morreu”, admitiu o ex-lutador, que confirmou que teria sido criado de uma maneira totalmente diferente se a mãe estivesse viva, e que nunca se meteria em uma briga de rua. “De jeito nenhum eu entraria em uma briga de rua. De jeito nenhum eu aprenderia a me defender”.

Mike Tyson cresceu nas ruas Brownswille, marcadas pelo crime. Por causa disso, segundo ele, tem adotado desde o começo da carreira até os dias atuais uma personalidade agressiva dentro e fora dos ringues. Tyson foi o jogador mais novo da história a conquistar o título mundial de boxe nos pesos pesados.