Militar deixa as forças armadas para virar manicure com a esposa: “Vamos conquistar tudo juntos”

Com a pandemia o ex-militar ficou mais tempo em casa, e após fazer a unha da esposa, eles perceberam que Michael levava jeito para o ramo de manicure

Resumo da Notícia

  • O ex-militar, Michael, deixou as forças armadas e se dedicou a Nail Art junto com a esposa
  • Com a pandemia, ele começou a ficar mais tempo em casa e aprendeu a fazer as unhas da esposa
  • Quando Gessica viu que ele levava jeito, eles decidiram investir na nova profissão

O ex-militar, Michael de Souza, trocou a farda pelo salão de beleza. Sim, é isso mesmo que você leu! Depois de seis anos fazendo parte das Forças Armadas, o homem decidiu virar manicure para ser companheiro de trabalho da esposa, Gessica Coelho.

-Publicidade-

Conhecidos como “Casal de Fibra”, a iniciativa dos dois começou em 2020. Por conta da pandemia, Michael passava mais tempo em casa e ajudava a esposa no salão que ela tinha na comunidade Parque Royal, no Rio de Janeiro. Ele limpava o salão, marca o horário das clientes e fazia até o café da tarde.

 Michael decidiu investir em uma nova profissão

Michael decidiu investir em uma nova profissão (Foto: reprodução/ Razões Para Acreditar)

Um certo dia, a esposa pediu para que Michael fizesse a unha dela. De início, o ex-militar resistiu por achar que não iria conseguir, mas ao começar, não parou mais. Gessica falou que o marido levava jeito e incentivou ele a trabalhar com isso.

Ele e a esposa construíram então, uma parceria
Ele e a esposa construíram então, uma parceria (Foto: reprodução/ Instagram @studio_pollen)

No entanto, essa mudança de profissão não foi do dia pra noite. Ele tinha mais dois anos nas Forças Armadas, então quando estava em casa, treinava técnicas de design de unhas. No último ano de militar, Michael decidiu não fazer a prova para ficar mais dois anos no exército.

Gessica foi uma professora ‘linha dura’, e ficou em cima do marido até ele pegar prática em todas as técnicas. “Às vezes, ele falava ‘tu é muito mandona’. Eu falei ‘cara, mas tem que fazer do mesmo jeito pra gente conquistar junto. Tem que ser um trabalho só”, falou Gessica para a página Razões para Acreditar.