“Minha culpa como mãe é quase um estado de espírito”, diz Mariana Weickert

A apresentadora e repórter, que é mãe de Teresa e Felipe, compartilhou as experiências com a maternidade, respondendo 20 perguntas para a Pais&Filhos

Resumo da Notícia

  • Mariana Weickert respondeu 20 perguntas sobre maternidade
  • A apresentadora é mãe de dois filhos, Teresa e Felipe
  • Na conversa, ela comentou o que deseja para as crianças

Mariana Weickert, que é apresentadora e repórter, mãe de Teresa e Felipe, conversou com exclusividade para a Pais&Filhos e respondeu algumas perguntas sobre maternidade e criação dos filhos.

-Publicidade-
Mariana Weickert comentou sobre ser mãe de Teresa e Felipe
Mariana Weickert comentou sobre ser mãe de Teresa e Felipe (Foto: reprodução/Instagram/@mariweickert)

1. O melhor de ser mãe é… Experimentar um amor que transcende.

2. O pior de ser mãe é… O desafio da educação e se reconhecer como uma nova mulher em uma nova condição.

3. É melhor ser mãe ou ser filha? Um complementa o outro.

4. Sua culpa como mãe é… Quase um estado de espírito.

5. Você não tem culpa quando… Nunca, mas estou aprendendo a “aliviá-las” dentro de mim.

6. Qual sua definição de felicidade? Ter paz, estar com a minha família e em um ambiente seguro.

7. O papel da mãe é… Criar um ser independente, com autocrítica, e que seja instrumento para um mundo melhor e mais justo.

8. Você sente que seu companheiro está arrasando quando… Olho para nossos bebês e penso: “Eles são resultados do nosso amor”.

9. Qual seu estado de espírito agora? Feliz!

10. Mãe também é gente quando… Sempre.

11. Você tem uma heroína da vida real? Minha mãe e outras mulheres que me ajudam na criação dos meus filhos.

12. Se você não fosse você, quem gostaria de ser? Nunca pensei nisso.

13. Qual foi o livro que marcou sua vida? Nos últimos tempos, O Cérebro da Criança.

14. O paraíso é… Quando as crianças estão dormindo.

15. O inferno é… Eu consigo enxergar o caos, mas o inferno não.

16. Minha família é… Meu mundo inteiro.

17. Me sinto uma supermãe quando… Sempre. Eu dou 100% de mim e erro tentando acertar.

18. O que eu mais aprendi com meus pais… Passar muita autoconfiança.

19. O que quero deixar para meus filhos… Uma força, resiliência. Que eles saibam que vou estar sempre aqui de braços abertos para eles.

20. Onde quero estar daqui a 10 anos… Em paz, com saúde mental e corpo funcionando bem
para acompanhar meus filhos.