Ministério da Saúde assina acordo para fabricar 100 milhões de vacinas contra o Covid-19

O acordo com a AstraZeneca, o laboratório parceiro da Universidade de Oxford, dá base para a produção da imunização caso seja comprovada a sua segurança e eficácia

Resumo da Notícia

  • A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apoiada pelo Ministério da Saúde, assinou hoje um acordo com a AstraZeneca, o laboratório parceiro da Universidade de Oxford
  • O acordo dará  base para a produção de 100 milhões de doses da vacina contra o Covid-19
  • A imunização já está na última fase de testes em humanos

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apoiada pelo Ministério da Saúde, assinou hoje um acordo com a AstraZeneca, o laboratório parceiro da Universidade de Oxford, para que dá base para a produção de 100 milhões de doses da vacina contra o Covid-19, caso seja comprovada a sua segurança e eficácia. A imunização já está na última fase de testes em humanos.

-Publicidade-
O mundo espera a liberação da vacina (Foto: Getty Images)

Segundo o secretário de vigilância em saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, o primeiro lote, com 15 milhões de doses, chegará até dezembro deste ano. O investimento do governo na estrutura necessária para a fabricação da vacina é de R$ 522, 1 milhões, além de R$ 1,3 bilhão que serão gastos no pagamento do contratado para encomendar a vacina de Oxford.

“Demos mais um passo importante para a formalização do acordo entre os laboratórios. Essa ação do governo federal significa um avanço para o desenvolvimento de tecnologia nacional e de proteção da população brasileira”, afirma a diretora de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Camile Giaretta.

-Publicidade-

-Publicidade-