Miss Minas Gerais Kids é vítima de racismo nas redes sociais

A Maria Eduarda é de Sabará, localizada na região Metropolitana de Belo Horizonte. A Duda vai representar Minas Gerais no Miss Brasil Kids, em outubro

Resumo da Notícia

  • A Maria Eduarda, Miss Minas Gerais Kids, foi vítima de racismo nas redes sociais. Principalmente, no Instagram, onde tem quase 30 mil seguidores
  • A menina é de Sabará, localizada na região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela irá representar Minas Gerais no Miss Brasil Kids, em outubro
  • A mãe de Duda, a Adriana Barbosa, contou em entrevista ao g1, que irá apoiar o sonho da filha

A Maria Eduarda, filha da Adriana Barbosa, foi vítima de comentários e ataques racistas nas redes sociais. A garota, de apenas 4 anos, foi eleita Miss Minas Gerais Kids 2022. Em entrevista concedida ao portal jornalístico g1, a mãe da criança contou que tudo começou quando ela compartilhou imagens da familiar nas plataformas digitais. Nos registros, a menina esbanja um lindo e encantador cabelo black power.

-Publicidade-

No Instagram, a Duda, como é popularmente conhecida, tem quase 30 mil seguidores. E foi nessa rede, justamente, que começaram os ataques racistas. “Ataques preconceituosos contra uma criança de 4 aninhos (…) Estou expondo porque sou mãe e isso dói na alma. Além da questão do preconceito, ainda tentando tirar o sonho de uma criança”, disse Adriana.

Miss Minas Gerais Kids 2022
Miss Minas Gerais Kids (Foto: Reprodução / Instagram)

Em complemento, a matriarca afirmou que não foi a primeira vez que a Duda foi vítima de racismo. “Veio o sentimento de impotência, tristeza. Fiquei pensando como um ser humano consegue ver a foto de uma criança e despertar sentimentos tão ruins de ódio, de raiva (…) Não vou conseguir proteger minha filha de todos os ataques que ela pode passar na vida dela, e eu não imaginava que viriam tão cedo”, explicou.

A família de Maria Eduarda contou ao jornal que não irá registra boletim de ocorrência e vai seguir apoiando o sonho de Duda. A menina, de Sabará, localizada na região Metropolitana de Belo Horizonte, vai representar Minas Gerais no Miss Brasil Kids, em outubro.

“Eu comecei a me questionar se valeria a pena ela continuar no ‘mundo miss’, mas ao mesmo tempo eu pensei: ‘Não é ela que é errada, eu não posso tirar o sonho dela por causa das outras pessoas’. Eu não posso fazer isso com a minha filha'”, finalizou a mãe de Duda.

Guia da UNICEF: 10 maneiras para contribuir com uma infância sem racismo

Diante de tantos casos envolvendo mortes de crianças e jovens pretos, o movimento que trabalha em combate ao racismo, está cada vez mais trazendo informações essenciais sobre a desigualdade racial. Em meio tantos dados e questões que valem nosso esforço, para contribuir por uma sociedade menos preconceituosa, vem o questionamento de muitos pais, sobre de que maneira podemos ensinar as crianças.

Pensando nisso, a Fundação das Nações Unidas pela Infância (UNICEF), reativou a campanha “Por uma infância sem racismo”, na qual traz de maneira simples e prática, dicas de como educar as crianças com o foco no fim da discriminação racial. Em uma publicação nas redes sociais, eles preparam 10 dicas para você contribuir com uma infância sem racismo. Leia aqui a matéria na íntegra.