Mônica Figueiredo lança curso sobre educação com leveza: “Felicidade é uma escolha”

Ela é mãe de Antonia e colunista da Pais&Filhos direto de Portugal, e acaba de gravar o curso online ‘Lições de casa: educando filhos com leveza’

Resumo da Notícia

  • Mônica Figueiredo é mãe de Antônia e colunista da Pais&Filhos
  • Ela acaba de lançar o curso 'Lições de casa: educando filhos com leveza'
  • Batemos um papo com ela sobre o lançamento e, claro, sobre parentalidade

O maior desafio da sua vida é (ou, será) educar o seu filho. Não tenha dúvidas de que essa será uma tarefa difícil, mas, com certeza, muito recompensadora. Mônica Figueiredo, mãe de Antônia e colunista da Pais&Filhos diretamente de Portugal, costuma dizer que apesar disso, a educação deve ser algo tranquilo. “A gente precisa pegar leve, ter mais humor na hora de educar as crianças. É fundamental entender o seu lugar de adulto nessa relação, é você que muda o clima da situação”, ela explica, em entrevista à Pais&Filhos à respeito do lançamento do curso online dela ‘Lições de casa: educando filhos com leveza’.

-Publicidade-

Para a criação desse curso, Mônica levou a própria experiência como mãe, claro, mas a identificação que teve ao longo dos anos com mães e pais também contou muito para a decisão. “Percebi que as dúvidas eram as mesmas, e quando vieram com a ideia do curso, no primeiro momento eu achava uma pretensão, mas quando entendi que era um bate-papo e que eu tinha mesmo conteúdo para falar, aí fluiu numa boa”, ela conta.

Fruto da quarentena

A ideia de gravar aulas (ou, como ela prefere dizer, bate-papos) já existe há um tempo, mas foi no período de isolamento que Mônica se jogou no projeto. “Ficar em casa me deu tempo de pensar, me trouxe reflexão e pude fazer tudo do meu jeito e com calma”, ela acrescenta. E é assim que encontramos Mônica nos episódios: à vontade, na poltrona e em casa – mas cada hora em um ambiente do lar.

-Publicidade-
Making off na casa da Mônica (Foto: Arquivo Pessoal)

Apesar de ter surgido nesta época, ela não gosta muito de focar neste período. “Nas aulas, tentei falar ao máximo de coisas e temas independentes de pandemia. Falo muito sobre a nossa postura [de pai e mãe], mas tem temas que, como escola, mudaram – mas eu acredito que tudo isso logo vai passar”, diz otimista. E entrega um spoiler: vem livro sobre parentalidade por aí! Mônica tem aproveitado este período e o embalo das gravações para escrever.

Aprendizado é via de mão dupla

Tem mãe e pai que gosta de estudar e se informar antes de embarcar na vida real, mas, nem sempre a prática segue a teoria. E tudo bem, cada um tem seu jeito. O segredo é fazer com leveza e amor. “Cada filho e cada época exigem coisas diferentes de você, coisas que você nem imagina. E se você acha que vai ser a mesma mãe o tempo todo, você está vivendo uma ilusão (risos). Eu perdi minha mãe quando eu tinha 44 anos – e no dia em que ela faleceu eu levei uma bronca dela. Ou seja, a gente aprende o tempo todo! Precisamos entender que nossos filhos atendem aos nossos atos, a responsabilidade é nossa, como mãe e pai”, ela diz.

Hoje, Antônia é uma mulher de 23 anos, e Mônica conta que lembrar os momentos da infância da filha para o curso foi especial. “Foi muito gostoso, mas eu lembro de cada coisa com alegria – aproveitei muito cada etapa e não sinto saudades. Na verdade, não consigo me lembrar da vida antes da minha filha, tenho que fazer um esforço pra isso!”, brinca.

Mônica Figueiredo é mãe de Antônia e colunista da Pais&Filhos (Foto: Arquivo Pessoal)

O que importa é ser feliz

No fim das contas, o que a gente quer é isso: ser feliz, ter um filho feliz e uma família feliz. “Eu acho que felicidade é uma escolha. É uma decisão que você toma, não é uma coisa que acontece de fora pra dentro – é o contrário”, Mônica acredita.

E de encontro com esse pensamento, ela entrega que a aula que mais gosta do curso (que conta com 16 aulas no total) é a sobre brincar. “Acho que essa é a chave de tudo. Mas eu estou falando de deixar a criança brincar mesmo – dar espaço pra ela se virar, ter criatividade. Temos o costume de nos meter e falar como as coisas devem ser, e acho que a brincadeira é o momento de descoberta”, entrega.

Para finalizar, ela se declara: “Nunca tive dúvidas de que família é tudo, mas a cada dia tenho mais certeza. Família é onde a gente consegue conviver com o diferente, aprende a amar quem pensa completamente diferente de você, onde você aprende e ensina a ser generoso, compartilhar e que a vida é feita em conjunto, você não é nada sozinho”.

Lições de casa: criando filhos com leveza

Para conhecer melhor sobre o curso e até ver uma aula experimental, basta acessar o www.licoesdecasa.com.br.

-Publicidade-