Morre aos 55 anos Freddy Rincón, ídolo do Corinthians, na Colômbia

Freddy Rincón havia sofrido um acidente de trânsito na última segunda-feira, e não resistiu aos ferimentos e morreu na última quarta-feira na Colômbia

Resumo da Notícia

  • Freddy Rincón morreu aos 55 anos
  • O ídolo do Corinthians sofreu um acidente de trânsito na última segunda-feira
  • A morte foi confirmada ontem a noite, na Colômbia

Freddy Rincón morreu aos 55 anos após sofrer um acidente de trânsito na última segunda-feira. A morte ocorreu ontem, na noite da última quarta-feira em Cali, na Colômbia. O carro dirigido pelo ex-meia do Corinthians e Palmeiras foi atingido por um ônibus na madrugada da última segunda-feira (11).

-Publicidade-

Com traumatismo craniano, Rincón chegou a ser operado, estava internado e não sobreviveu, informou a clínica onde o ex-jogador estava internado. “O paciente permanece em estado crítico sob monitoramento permanente, mas sua evolução não foi favorável”, informou a Clínica Imbanaco, na cidade de Cali.

Freddy Rincón, ídolo do Corinthians, sofre grave acidente de carro na Colômbia
Freddy Rincón, ídolo do Corinthians, sofreu grave acidente de carro na Colômbia (Foto: Reprodução/Instagram @freddyrinconoficial)

Na mesma segunda-feira ele passou por uma cirurgia de quase três horas na qual os médicos relataram procedimentos muito delicados. Freddy Eusébio Gustavo Rincón Valencia nasceu na cidade de Buenaventura, Colômbia, em 14 de agosto de 1966. Começou a jogar futebol no Atlético Buenaventura, clube pequeno de sua cidade natal. De lá, rumou para o Deportes Tolima e depois ganhou o mundo.

Durante a década de 1990, Rincón jogou pelo Real Madrid, Napoli e pelo Palmeiras e Corinthians. Ele também vestiu a camisa da seleção colombiana em três Copas do Mundo: 1990, 1994 e 1998. O ex-jogador é ídolo do Corinthians, no qual foi capitão e onde pendurou as chuteiras definitivamente em 2004. Rincón levantou a taça do primeiro Mundial do time paulista, em 2000.