Morre David Coimbra, aos 60 anos, jornalista da Rede Globo; ele deixa filho e esposa

O jornalista estava internado desde o último domingo, 22 de maio, no Hospital Moinhos de Vento, para tratar um câncer no rim descoberto em 2013

Resumo da Notícia

  • O jornalista estava internado desde o último domingo, 22 de maio, para tratar um câncer descoberto em 2013
  • Ele faleceu nesta sexta-feira, 27 de meio. O jornalista deixou a esposa, Márcia, e o filho, o Bernardo
  • O Hospital Moinhos de Vento emitiu uma nota à imprensa explicando sobre o caso

Morreu nesta sexta-feira, 27 de maio, o jornalista David Coimbra, aos 60 anos, em Porto Alegre. Segundo reportagem do g1, o profissional da comunicação estava internado desde o último domingo, 22 de maio, no Hospital Moinhos de Vento, para tratar um câncer no rim descoberto em 2013. O David deixou esposa, a Márcia, e o filho, o Bernardo, de apenas 13 anos.

-Publicidade-

Desde 2013, o David ia de Boston, nos Estado Unidos, ao Brasil – para realizar tratamento experimental contra a doença. O câncer foi pauta do último livro de David Coimbra, denominado por “Hoje eu venci o câncer”, lançado em 2018, no qual o jornalista fala como descobriu os métodos que os ajudaram no tratamento da doença.

Jornalista David Coimbra
Jornalista David Coimbra (Foto: Reprodução / TVCOM)

No momento, o David escrevia uma coluna diária ao jornal Zero Hora, e também participava dos programas Timeline e Sala de Redação, na Rádio Gaúcha. No antigo canal TV Com, ele era membro dos programas Bate-Bola e Café com TV Com.

Nota do Hospital Moinhos de Vento

“O Hospital Moinhos de Vento informa com pesar o falecimento do jornalista David Coimbra, nesta sexta-feira (27), aos 60 anos, em decorrência de complicações em função de um câncer renal. Ele estava internado na instituição desde o dia 22 de maio e, na última quinta-feira, foi encaminhado ao Centro de Terapia Intensiva.

Jornalista, radialista, escritor e cronista, foi um dos autores mais reconhecidos do Rio Grande do Sul. Com passagens por diferentes redações do Sul do país, assinou obras literárias, cronista, apresentador, conquistou prêmios e sempre foi um querido amigo dos colegas.

David deixa a esposa, Marcia Camara, e o filho, Bernardo. E também deixa como legado uma marca indelével na crônica gaúcha, inspirando gerações de leitores”, finalizou a nota dedicada à imprensa.