Mulher agride a própria mãe de 89 anos em vídeo revoltante

Um vídeo gravado pelo filho da vítima circulou nas redes sociais, e mostrou a mulher dando diversos tapas na cabeça da idosa. O caso aconteceu no Mato Grosso do Sul e segue em investigação

Resumo da Notícia

  • Um vídeo que circulou nas redes sociais mostra uma mulher agredindo a própria mãe
  • A idosa de 89 anos levava diversos tapas na cabeça, da filha de 57
  • A imagens foram gravadas pelo filho da vítima, irmão da agressora, e levada à delegacia

Um vídeo que circulou nas redes sociais recentemente mostra uma mulher de 57 anos, agredindo a própria mãe, 89, dentro de casa. As imagens foram gravadas pelo filho da vítima, irmão da agressora, que levou para a delegacia e realizou um boletim de ocorrência. O caso aconteceu em Corumbá (MS) – a 426 quilômetros de Campo Grande.

-Publicidade-

Nas imagens é possível identificar que a idosa aparece sentada em uma cadeira dentro de casa. Momentos depois, a filha surge e dá vários tapas na cabeça da própria mãe. “Viu como você está tratando a sua mãe? Você tá agredindo a sua mãe!”, lamentou o filho da vítima. A mulher respondeu: “Ela tem que olhar o remédio, para de conversa fiada”. Para ver o vídeo clique aqui!

A mulher deu diversos tapas na cabeça da mãe idosa
A mulher deu diversos tapas na cabeça da mãe idosa (Foto: reprodução/G1)

A mulher foi intimada para prestar depoimento e alegou que cuida da mãe e está exausta pela função desempenhada. A suspeita e a testemunha foram ouvidas, foi assinado termo de compromisso, e liberadas. O portal do G1 conseguiu acesso ao titular da Delegacia de Atendimento à Infância, Juventude e Idoso (Daiji) de Corumbá, Willian Rodrigues de Oliveira.

“A suspeita a princípio disse que não se lembrava das agressões e que sofre de bipolaridade. O caso será investigado e a idosa está sob cuidados de outros filhos”, informou o delegado. Em 2020 foi registrada uma ocorrência contra a mesma idosa e o caso está sendo investigado pelo Ministério Público. A ocorrência foi registrada como expor a perigo a integridade e a saúde física ou psíquica de idoso e será investigado pela Delegacia de Atendimento à Infância, Juventude e Idoso de Corumbá.