Mulher dá à luz na estação Tiradentes do Metrô

A passageira que estava na estação Tiradentes, entrou em trabalho de parto onde teve o filho com ajuda dos seguranças.

Resumo da Notícia

  • O caso foi divulgado apenas nesta quinta-feira, 2 de junho, pelo Metro.
  • A passageira que estava na estação Tiradentes, entrou em trabalho de parto onde teve o filho com ajuda dos seguranças.
  • Mas não é a primeira vez que casos de mãe em trabalho de parto acontecem nas estacoes de São Paulo, já é o 31 parto que acontece.
 

Na última terça feira, 31 de maio, uma passageira que estava na estação Tiradentes, da linha 1-Azul do metro de São Paulo entrou em trabalho de parto onde teve o filho com ajuda dos seguranças.

-Publicidade-

O caso foi divulgado apenas nesta quinta-feira, 2 de junho, pelo Metro. Alenjandro, nome do bebe nasceu muito bem e junto com a mãe foram levados para Santa Casa após o parto. Uma das seguranças que ajudou a mãe no trabalho de parto, faz aniversário no mesmo dia em que o bebe nascia.

Mas não é a primeira vez que casos de mãe em trabalho de parto acontecem nas estacoes de São Paulo, já é o 31 parto que acontece dentro de uma estação de metrô, segundo a companhia de empresa.

Alejandro nasceu dentro de estação Tiradentes. (Foto: Metrô/Reprodução)

Em nota para o Mobilidade Sampa, o Metrô disse: “Funcionários do Metrô auxiliaram no parto de mais uma criança na estação Tiradentes, da linha 1-Azul, no último dia 31 de maio. A passageira solicitou ajuda na estação e, ao socorrê-la, os agentes de segurança perceberam que ela já estava em trabalho de parto.”

A nota também diz que foi utilizado kit-parto que tem disponível na estação para o parto e que após os procedimentos foram levados para Pronto Socorro. ”Assim, aplicaram os procedimentos que aprenderam em treinamento oferecido pelo Metrô a todos os empregados operativos e utilizaram o kit-parto disponível na estação para o nascimento do bebê. A mãe e a criança foram levadas para o Pronto-Socorro Santa Casa e ambos passam bem. Este é o 31⁰ nascimento de bebês em estações do metrô desde o início de sua operação comercial em 1974”. disse em nota o Metro para Mobilidade Sampa