Mulher diz ter matado filha de 3 anos a facadas após ser ameaçada pelo Bob Esponja

Justine Johnson foi acusada pelo homicídio de Suton Mosser em setembro do ano passado e, agora, está enfrentando julgamento. A mãe estava sob efeitos de drogas quando cometeu o assassinato

Resumo da Notícia

  • Mulher diz ter matado filha de 3 anos a facadas após ser ameaçada pelo Bob Esponja
  • Justine Johnson foi acusada pelo homicídio de Suton Mosser em setembro do ano passado e, agora, está enfrentando julgamento
  • A mãe estava sob efeitos de drogas quando cometeu o assassinato

Justine Johnson foi acusada de homicídio e ocultação de cadáver ao assassinar a filha, Sutton Mosser, de 3 anos de idade a facadas. Em depoimento, ela afirmou que estava sob efeito de drogas, e que o Bob Esponja teria mandado que ela matasse a filha ou ele a mataria.

-Publicidade-

O investigador do caso, Ryan Eberline, foi o primeiro a ouvir o depoimento de Justine após a polícia de Michigan encontrar o cadáver da menina. Ao portal New York Post, ele contou que a mãe chorou e se mostrou arrependida do feito.

Justine é mãe de Sutton, de 3 anos
Justine é mãe de Sutton, de 3 anos (Foto: Reprodução/ New York Post)

“Ela me disse que não se lembrava dos detalhes do que aconteceu no momento do que aconteceu com Sutton, que ela estava tendo alucinações devido à abstinência de heroína e não dormia por aproximadamente duas semanas”, esclareceu Eberline. “Ela estava tendo alucinações da TV que a instruiu a tirar a vida de sua filha ou eles a matariam. Foi Bob Esponja que estava dizendo essas coisas na TV. Se ela não fizesse o que fez com a filha, eles a matariam. Ela disse que temia por sua vida e tinha enlouquecido”.

O corpo de Sutton foi encontrado por um dos irmãos de Justine – que não teve a identidade revelada por ser um adolescente. Em depoimento à polícia, ele contou que foi até a garagem da casa em que a irmã morava e encontrou um pé saindo de um saco de lixo.

A mulher achou que estava sendo ameaçada pelo bob esponja
A mulher achou que estava sendo ameaçada pelo bob esponja (Foto: Divulgação)

O crime aconteceu no dia 16 de setembro do ano passado – mas só agora entrou em julgamento. No tribunal, outro irmão de Justine, Knesley, contou que viu a irmã e a sobrinha na manhã do dia do crime. Ele admitiu que não encontrou nada de errado com nenhuma das duas antes de sair de casa para trabalhar. Contudo, ao chegar em casa de noite, não encontrou mãe e filha.

O adolescente ainda confirmou que, antes de encontrar o corpo da sobrinha, entrou no banheiro e acreditou ter visto a irmã usando drogas. A médica legista contou que Sutton foi atingida com facadas no pescoço, peito e abdômen – e que o corpo estava envolto em um edredom com sangue. As autoridades confirmaram que Justine chorou durante todo o julgamento.