Mulher doa mais de 234 litros de leite materno para ajudar mães com dificuldades para amamentar

Katy Bannerman, teve problemas para amamentar o primeiro filho, agora, na segunda gestação, ela resolveu doar para que outras mãe que passam pelo que ela passou

Resumo da Notícia

  • A mulher doou leite materno para outras mães que estão tendo dificuldades para amamentar
  • Katy Bannerman ajudou muitas mães ao doar 234 litros
  • Ela também teve dificuldades para amamentar o primeiro filho

Na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, Katy Bannerman, que teve problemas para amamentar o filho, abriu o freezer, ele estava transbordando de embalagens de leite materno – mais de 234 litros. Por isso, durante a pandemia, a mãe de dois filhos, começou a doar o suprimento extra de leite para outras mães que estão tendo dificuldades para amamentar.

-Publicidade-
Mamadeiras vazias prontas para serem enchidas com leite materno para doação (Foto: Reprodução /Foto: Katy Bannerman)

A grande produção de leite aconteceu depois que ela procurou uma consultora particular de lactação. “Eu não conseguia amamentar da maneira que queria e isso me afetou terrivelmente”, disse a mãe à CNN. Após o tratamento Katy começou a produzir 2 litros por dia e decidiu doar o excedente.

Então, para que outras mães não passassem por isso, ela entrou em grupos no Facebook sobre aleitamento materno e amamentação, onde havia alguns pedidos de leite materno. “Era esse tipo de pessoa que queria que eu recebesse [o leite]. Alguém que estava tendo problemas para amamentar por um motivo ou outro”, disse Katy à CNN.

-Publicidade-
Mulher doa 234 litros de leite materno para outras mães (Foto: Reprodução /Foto: Katy Bannerman)

Logo após publicar, Katy recebeu toneladas de mensagens de mães preocupadas. “Fiquei muito feliz em doar. A certa altura, tinha gente que vinha toda semana [buscar]”. contou. Entre uma dessas famílias havia uma família que adotou recentemente um bebê e outra que tem um filho com nanismo, condição em que o peso da criança é menor do que deveria.

A ajuda de Katy ajudou muito a família, já que o suprimento de leite materno de Bannerman era rico em gordura, o que poderia ajudar a aumentar a ingestão calórica do bebê e fazê-lo ganhar mais peso mais rápido. A  mulher doou o último pacote de leite materno em dezembro de 2020. “Esse é outro motivo pelo qual doar era tão importante para mim, que as mulheres podiam cuidar de si mesmas e de os bebês sem culpa”, finalizou.

-Publicidade-