Mulher gera polêmica ao proibir marido de ter amigas mulheres e colocá-la acima da família

Uma mulher se tornou viral no TikTok depois de compartilhar as regras de relacionamento que o marido deve seguir, que “deixam as pessoas com raiva”

Resumo da Notícia

  • Bailey se abriu para os internautas no TikTok contando regras do relacionamento dela
  • Segundo a mulher o marido não pode ter amigas mulheres
  • Bailey deve estar acima de tudo para ele inclusive a família

Ter limites em um relacionamento não é uma coisa ruim se vocês dois estão na mesma página. Mas uma mulher que compartilhou as regras que ela tem para o marido no casamento dividiu opiniões. Bailey se abriu sobre o casamento cristão dela e do parceiro na conta do TikTok, onde ela revelou que ele não tem permissão para ter amigas e deve colocá-la acima de todos, até mesmo da família.

-Publicidade-

Ela colocou a legenda do vídeo: “Regras que meu marido e eu temos para nosso casamento que deixam as pessoas irritadas” A primeira regra que Bailey revelou foi que o casal “não tem amigos do sexo oposto”. Isso se estende aos locais de trabalho, e eles não se deixam ficar sozinhos perto do sexo oposto.

Bailey disse que o marido não pode ter amigas mulheres e ela deve ser a prioridade dele
Bailey disse que o marido não pode ter amigas mulheres e ela deve ser a prioridade dele (Foto: Reprodução/TikTok)

Bailey também disse que eles proíbem “mensagens de texto para o sexo oposto sem que o outro saiba”. Em um vídeo em seguida, ela admitiu que eles também proíbem a pornografia e a luxúria pelo sexo oposto. Outra grande regra é que eles sempre colocam um ao outro em primeiro lugar, mesmo acima dos pais.

Desde que foi postado, o vídeo acumulou mais de 600.000 visualizações e milhares de comentários de pessoas que estão debatendo o assunto. Enquanto uma pessoa disse: “Diga-me que você não confia em seu parceiro sem me dizer que você não confia em seu parceiro.” Outro escreveu: “Isso soa como insegurança para ser honesto.” Um terceiro disse: “Desculpe, isso é absolutamente insano.”