Mulher grávida exige nova casa após descobrir amianto e infestação de mofo na residência

Abigail Davies está grávida de 22 semanas. Ela, o esposo e o filho desenvolveram problemas de saúde por conta dos problemas da residência em que vivem

Resumo da Notícia

  • Abigail e a família descobriram amianto e mofo na casa em que vivem
  • A empresa responsável pela propriedade tentou esconder os problemas ao invés de resolve-los
  • A família desenvolveu asma por conta da péssima condição da casa

Abigail Davies, de 22 anos de idade, é uma grávida que precisou dormir na sala de estar da própria casa porque a propriedade em que vive está infestada de mofo. A mulher, que paga £ 305,68 por mês de aluguel (aproximadamente R$2281,05), contou durante entrevista para o jornal britânico de notícias locais Stoke-on-Trent Live, que há umidade nos dois quartos da residência e que foi informada de que pode haver amianto em seu corredor.

-Publicidade-

O amianto é um gás que foi muito utilizado em casas antigas, e que até hoje é descoberto pelos novos moradores. Este resíduo é proibido em mais de 66 países porque pode causar severos distúrbios respiratórios.

Abigail Davies precisou sair do próprio apartamento por conta do mofo
Abigail Davies precisou sair do próprio apartamento por conta do mofo (Foto; Reprodução Mirror)

De acordo com Abigail, o problema foi descoberto há cerca de dois anos, e que agora exige ser transferida devido à problemas de saúde. A britânica disse ainda que devido ao mofo, ela, o companheiro e o filho de um ano estão dormindo na sala.

Abigail disse que sua família tem entrado em contato com a associação habitacional Epic Housing todos os dias nos últimos três meses, mas ela afirmou que, em vez de lidar com a umidade, os empreiteiros simplesmente pintaram sobre o molde para esconder o problema. A Epic Housing, responsável legal pela casa, disse ao Stoke-on-Trent Live que tratou as áreas afetadas com um antifúngico de mofo. Além disso, segundo os donos da associação, Abigail e a família estão em uma lista de espera para serem transferidos para um novo lar.

“Meu parceiro acabou de ser diagnosticado com asma, também sou asmática e tenho lutado contra ataques de asma. Estou entrando e saindo do hospital com meu filho, pois ele tem infecções pulmonares constantemente. Também tive complicações na gravidez e estou com medo de ter um ataque de asma todos os dias.”, respondeu ela.