Mulher incentiva a vacinação contra a Covid-19 após perder o bebê com 24 semanas de gestação

Jenny Gooch não teve a oportunidade de receber a vacina quando isso aconteceu

Resumo da Notícia

  • Mãe incentiva outras pessoas a receberem a vacina contra a Covid-19
  • Ela perdeu o filho após contrair o vírus
  • Jenny estava grávida de 24 semanas quando isso aconteceu

Na 24º semana de gravidez, Jenny Gooch perdeu o filho após ser infectada pelo vírus da Covid-19. A criança era o segundo filho da mãe, que estava previsto para nascer em 2020. O caso aconteceu na Carolina do Norte, Estados Unidos.

-Publicidade-

Ela começou a sentir fortes contrações e precisou ser internada. A criança acabou nascendo de forma prematura e não resistiu dias depois. “Prematuridade nessa fase da gestação é muito, muito perigosa”, afirmou o médico obstetra, John Byron em entrevista ao WFMY News.

Mãe perde o bebê após contrair a Covid-19
Mãe perde o bebê após contrair a Covid-19 (Foto: Reprodução / WFMY News)

Quando isso aconteceu, ainda não haviam vacinas contra o vírus. “Se eu pudesse voltar a ser a Jenny naquele isolamento, em maio de 2020, passando um mês longe da família e perdendo seu bebê, eu apenas diria que eu queria rezar por uma vacina e qualquer coisa que pudesse nos proteger disso”, disse ela.

Diante da situação, Jenny deixou um incentivo às pessoas, especialmente às mães, a se vacinarem contra a Covid-19. “As vezes eu ainda não consigo acreditar que isso aconteceu com a gente, não consigo acreditar  que eu tive que assistir a uma criança dando seu último suspiro no meu colo”, contou.

“A vida dele, mesmo tão breve, importa muito e a história dele pode ajudar a prevenir que outras pessoas passem pelo que nós passamos, apenas fazendo com que as pessoas saibam o quanto a covid-19 é perigosa e o quanto a doença o forçou a vir ao mundo tão prematuro”, disse ela. “Eu só quero que a história dele chegue a mais e mais pessoas e que ajude a salvar outras gestações e outros bebês”, concluiu.