Mulher que fingiu gravidez por duas vezes é condenada a ressarcir empresário italiano em R$ 22 mil

De acordo com a defesa do homem estrangeiro, os custos com enxoval e despesas médicas somam a quantia cobrada pela justiça

Resumo da Notícia

  • Uma mulher foi acusada de ter fingido gravidez por duas vezes
  • A vítima é um empresário italiano com quem ela se relacionava desde 2019
  • O advogado do empresário afirmou que o cliente tinha o sonho de ser pai

Uma mulher foi condenada recentemente por um empresário e ex-companheiro italiano com quem ela costumava se relacionar. De acordo com a justiça, o motivo da acusação foi pelo fato da acreana ter fingido gravidez por duas vezes, além de ter recebido dinheiro para gastar com despesas médicas e enxoval, valores que ultrapassam R$ 22 mil.

-Publicidade-

O ex-casal se relacionou entre 2019 e 2020, quando o estrangeiro vinha ao Brasil para fazer serviços de turismo no Acre durante alguns meses do ano. De acordo com o g1, ambos se conheceram em uma festa em Rio Branco e, a partir do evento, começaram um relacionamento. Ao retornar para a Itália, a mulher contou à vítima que estava grávida. Ele, feliz com a notícia, passou a bancar os custos da gravidez.

A mulher enganou o empresário duas vezes
A mulher enganou o empresário duas vezes (Foto: Getty Images)

Além disso, segundo o advogado Paulo Mazzali, que representa o italiano na justiça, o cliente também recebia fotos da mulher encenando estar grávida e de testes de gravidez alheios. “Ele não tem filhos e é um desejo muito grande dele ter filhos. Ele mandava dinheiro para ela, tudo que pedia ele mandava. Ela mandou um teste [de gravidez], mas depois entendemos que era uma falsificação e de outra pessoa. Isso se repetiu por duas vezes”, afirmou ele.

“Novamente ele investiu acreditando que iria ter um filho. Foi uma segunda gravidez, mentiu para ele duas vezes. Não é a primeira vez que acontece, já vi que até artistas acreditaram e caíram em uma fraude. Nesse caso não foi fraude, foi estelionato, eles estavam namorando, ele conhecia ela, não existia ninguém por trás disso”, disse ainda Paulo Mazzali, sobre esta não ser a primeira vez que a mulher tenta enganar o homem.

A descoberta veio através de uma desconfiança por parte do empresário. De acordo com o advogado, logo após a acreana contar que havia perdido novamente o bebê, a vítima começou a buscar parentes dela pelo Facebook. Depois de localizá-los, os familiares relataram que ela nunca esteve grávida.