Mulher salva criança de ser atropelada: “Foi um susto muito grande”

Vigilante de um supermercado salvou uma criança que seria atropelada por um carro, na Zona Norte de Vila Velha, Espírito Santo

Resumo da Notícia

  • Mulher salvou uma criança de ser atropelada
  • Ela relata ter sido levada pelo impulso para conseguir pegar a menina
  • A vigilante é chamada de heroína pela população local

A vigilante Adna Ribeiro Martins, de 37 anos, salvou uma criança de 3 anos de ser atropelada, na segunda-feira (18), em Vila Velha, Espírito Santo.

-Publicidade-

“Foi um susto muito grande. Ela saiu do nada do meio dos caixas. O impulso que eu tive foi só pegar ela naquele momento. Na minha cabeça, só pensei no carro. Não dá nem para explicar a sensação”, contou a funcionária.

Vigilante salva vida de criança
Vigilante salva vida de criança (Foto: Reprodução / Gazeta / Razões Para Acreditar)

A mulher estava trabalhando como vigilante em um supermercado na zona norte de Vila Velha. As câmeras do estabelecimento registraram o momento em que ela correu até a criança para impedir o atropelamento. A menina estava segurando iogurtes nas mãos, dificultando a reação da mãe, que estava com ela. No entanto, Adna correu rapidamente até elas e pegou a pequena no colo, tirando-a do local.

“Falei ‘não dá esse susto na tia mais não’. Quem é pai e é mãe sabe. Criança dá trabalho e às vezes cega a gente. Não tive mais notícias mas gostaria muito de poder revê-la novamente”, disse a vigilante enquanto devolvia os iorgutes para a criança que haviam sido deixados para trás por conta do susto.

Adna é chamada de heroína pela população local
Adna é considerada heroína pela população local (Foto: Reprodução / Gazeta / Razões Para Acreditar)

“Fiz o que precisava ser feito na hora, não pensei em aparecer na TV ou internet mas fico feliz que consegui segurar a menina. Se fosse preciso, faria tudo de novo. Pensei nos meus sobrinhos, que são pequenos. Agi por instinto”, finalizou. Adna, desde o acontecido, tem sido chamada de heroína pela população local.