Mulher se revolta com pai após ele escolher nome dela para filha mais nova

Uma jovem ficou chateada depois de descobrir que seu pai e sua madrasta pretendiam reutilizar seu nome para sua nova filha

Resumo da Notícia

  • Uma mulher ficou chateada com o pai após uma decisão dele
  • O homem decidiu colocar o mesmo nome da filha mais velha na mais nova
  • A família achou que a mulher exagerou ao ficar chateada

Uma futura mãe afirmou que descobriu que estava grávida na mesma época que sua madrasta e queria fazer um grande chá de bebê em família e um churrasco para comemorar. No entanto, ela disse que desde então teve que desconvidar seu pai e madrasta depois que descobriu que eles pretendiam reutilizar seu nome para sua tão desejada filha, aparentemente sem pensar em como isso pode ser considerado uma decisão dolorosa.

-Publicidade-

A mulher, cujo nome é Helena Jesse, contou como nasceu logo depois que seus pais terminaram o ensino médio e recebeu o nome da amada avó de seu pai, Helena, e do pai Jesse. O relacionamento de seus pais não durou muito e sua mãe recebeu a custódia total.

Crescendo, Helena só realmente via seu pai apenas nas férias de verão e durante alguns feriados. No entanto, como adulta, ela se esforçou para fazer parte da vida um do outro, apesar de morar em estados diferentes, e o visita com muito mais frequência. Ela ficou, portanto, chocada e chateada quando sua madrasta Sarah lhe enviou uma mensagem para que ela soubesse que ela havia escolhido um nome para sua filhinha, por sugestão do pai de Helena: Helena Jessie.

A mulher não gostou que o pai colocou o nome dela na minha mais nova
A mulher não gostou que o pai colocou o nome dela na minha mais nova (Foto: Getty Images)

No Reddit, Helena, de 22 anos, disse: “Eu tenho me esforçado para me relacionar com meu pai depois de todos esses anos e eu realmente o queria por perto durante esse tempo, então perguntei à minha mãe se minha madrasta e eu poderíamos compartilhar o chá de bebê  e ela concordou, pois estava me ajudando a montá-lo.”

“Então perguntei sobre o sexo ou o nome do bebê para que pudéssemos fazer um tema, já que eu já sei que vou ter um menino. Insinuei que seria melhor um nome para que eu pudesse ter um presente bordado. Minha madrasta me mandou uma mensagem com o nome que ela escolheu para sua nova filha: Helena Jessie”.

Helena continuou: “Acontece que minha madrasta adora o nome e disse que aceitou por sugestão do meu pai. Ligo para meu pai e ele explica que quer manter esses nomes na família e que nossos nomes vão ser diferentes porque eu tenho o sobrenome da minha mãe e essa menina vai ter o dele. Tentei argumentar que já era usado por mim e ele não poderia roubar meu nome.”

“Ele queria usá-los novamente. Eu literalmente perdi a cabeça e disse a ele que até que eles mudassem o nome, eles não podiam ir ao chá de bebê”. Segundo Helena, Sarah agora está “muito chateada” com a situação. Como ela não tinha dinheiro suficiente para planejar seu próprio evento, ela estava ansiosa para ir ao da enteada e ficou desapontada com o convite rescindido.

O pai dela também está chateado com a reação de Helena, já que já reservou uma folga do trabalho para ir ao chá. A usuária disse que a família dela está “bastante dividida sobre isso”. Embora sua mãe esteja firmemente do seu lado, o tio de Helena disse a ela, em termos inequívocos, que ela tem sido uma “burra” sobre a escolha do nome, já que ela não se incomodou por sua filha ter o mesmo nome da prima.

Os usuários do Reddit foram rápidos em tranquilizá-la de que ela não está exagerando sobre as coisas, com uma pessoa escrevendo: “Cara, mesmo que eles estivessem totalmente próximos e na vida um do outro o tempo todo, ‘eu quero nomear seu irmão com seu nome’ é uma pergunta muito estranha. Quero dizer, pelo menos eles poderiam ter escolhido ‘Jessie Helena'”.

Outro comentou: “Sim, isso soa como se seu pai quisesse reutilizar o mesmo nome e nome do meio para dois filhos. Muito estranho. Sua madrasta também é uma idiota, então não se sinta mal por não convidá-la também. Talvez ela não saiba seu nome do meio, mas concordar em dar ao seu filho o primeiro nome de outro filho que o pai já tem é um total absurdo.”