Mulher transforma a própria casa em abrigo para acolher cães idosos

Valerie Reid não conseguia lidar com a ideia de cães abandonados morrendo sozinhos

Resumo da Notícia

  • Valerie Reid, 44, fundou o Whispering Willows Senior Dog Sanctuary em 2017;
  • Amante de animais de estimação de Hermitage, Missouri, quer que cães idosos tenham anos finais felizes;
  • Valerie, mãe de um filho, está atualmente cuidando de 80 cães idosos na propriedade

Que ação maravilhosa! Sentida com a rejeição que muitos animais de estimação sofrem quando estão na velhice, uma mulher abriu um abrigo na própria casa para acolhê-los.

-Publicidade-

Valerie Reid fundou o Whispering Willows Senior Dog Sanctuary no estado de Missouri, nos Estados Unidos, um local para que animais velhos tenham os seus anos dourados mais felizes em 2017.

A fundação sem fins lucrativos fica na fazenda da mulher de 44 anos e atualmente conta com 80 hóspedes. Ao Daily Mail, Valerie contou que a ideia começou quando precisou encontrar um lar para o velho cão de seu pai falecido, da raça Doberman.

Valerie percebeu que diversos cães idosos não eram aceitos em abrigos por conta da idade, e por isso, decidiu abrir o próprio espaço para recebê-los
Valerie percebeu que diversos cães idosos não eram aceitos em abrigos por conta da idade, e por isso, decidiu abrir o próprio espaço para recebê-los (Foto: Reprodução/Daily Mail)

“Meu marido e eu estávamos no limite de animais de estimação da nossa cidade e não conseguimos levá-lo. Procuramos em todos os lugares por qualquer resgate que pudesse ajudar e, devido à sua idade, ninguém o acolheu”, contou Valerie.

Tocada com a triste realidade, a mulher decidiu abrir o próprio abrigo para receber os cães que passaram muito tempo em outros locais de adoção, cujos donos faleceram ou se mudaram para um lar de idosos.

Membros da família

“Eu queria ajudar aqueles que estavam em uma situação como meu pai e realmente não podiam mais cuidar de seus amados cães idosos, mas então meus olhos se abriram para quantos cães precisavam de ajuda. É realmente um segmento esquecido do mundo do resgate”, lamenta Reid.

Desde a sua inauguração, o local já acolheu mais de 790 cães que são incentivados a ficarem à vontade, circulando livremente por toda a fazenda. “Nosso objetivo é que eles deixem esta terra sabendo que foram amados. Abraçamos cada um e geralmente choramos juntos. Eles são membros da família e todos nós os amamos” frisa a dona da organização.