Naiumi Goldoni defende a importância de viajar sem os filhos e admite: “É difícil ter coragem”

A atriz foi à Paris com o marido, enquanto Maelle estava com os avós

Naiumi e o marido se livraram da culpa e foram viajar juntos pela primeira vez depois do nascimento da filha (Foto: Reprodução / Instagram)

O casal veio antes do filho. Isso é uma verdade que precisa ser reforçada e a gente não pode esquecer! Por isso, viajar sem os filhos é uma oportunidade de rever os laços do relacionamento. Os pais precisam se livrar da culpa de deixar as crianças e se jogar de cabeça em uma viagem a dois. Foi isso que a Naiumi Goldoni, mãe da Maelle, decidiu fazer junto com o marido.

-Publicidade-

Os dois receberam um convite para comemorar o aniversário de uma amiga em Paris e apesar da vontade ser grande, o medo parecia maior. “Em primeiro momento a gente pensou em levar ela, mas em conversa com os outros amigos percebemos que seria divertido ficar só a gente e que, por ela ter apenas dois anos, não iria conseguir aproveitar o quanto a cidade merece. Queríamos andar, ir em museus, turistas mesmo e quando se viaja com criança a rotina precisa ser diferente”, explicou em entrevista exclusiva à Pais&Filhos.

Assim que decidiram de vez que a viagem seria feita, foi hora de acionar a rede de apoio e pedir ajuda! Os pais de Naiumi não moram na cidade, mas supertoparam fazer parte dessa experiência totalmente diferente. “Eles vieram do Rio Grande do Sul para São Paulo. Fizemos questão dela continuar na rotina normal, assim não iria estranhar tanto”.

-Publicidade-

Ela foi para a escola normalmente, dormiu na cama dela, etc. “Acho que isso ajudou a se acostumar melhor”, comentou a atriz. Apesar da menina ter uma relação ótima com os avós, Maelle nunca tinha ficado sem os pais e essa nova vivência foi muito especial, tanto para a neta, quanto para os pais de Naiumi. “Fora isso, conversamos muito com a minha filha, mesmo que ela não entendesse muito bem, mas ela sabia que o iria acontecer”.

Marelle tem dois anos de idade (Foto: Reprodução / Instagram)

Ter alguém para estar do seu lado para dar aquela força é essencial: seja para viajar para Paris ou mesmo um jantar sozinho. Não dá para criar filho sozinho! “A rede de apoio é muito maior do que a gente acredita. Muitas vezes nós pensamos que as crianças eles não querem ficar com as crianças, mas para muitos é uma honra poder receber esse depósito de confiança”.

A saudade vai bater e isso é óbvio, mas a tecnologia está aí para ajudar a gente, né? Os pais de Naiumi faziam vários vídeos da menina ao longo do dia, assim os pais ficavam por dentro de tudo que estava rolando, a alimentação e as tarefas da escola. “Ela também via meus stories e alguns vídeos que a gente fazia, deu supercerto! Até o dia que decidimos ligar por vídeo. Durante a conversa, foi tranquilo, mas depois ela ficou muito triste, chorou muito. Na escola ela não queria comer, não queria dormir, ficou bem sentida, mas voltamos a só ficar nos vídeos e ficou tudo certo de novo”, relembra.

Viajar com os filhos é tudo de bom, mas isso não significa que viajar sem eles é ruim. Só é diferente! Naiumi brinca que voltou a namorar durante os passeios e que se surpreendeu o quão importante foi para a relação com o marido. “Eu nem sei explicar em palavras. Nós voltamos no tempo. Eu pedi ele em casamento de novo lá e renovamos nossos votos. Foi muito especial. A gente fazia carinho, se beijava, lembrava de momentos especiais da nossa vida. Foi um resgate muito grande de um momento que era só a gente. A família se forma, é muito mais incrível, mas é tão gostoso sentir que o casal ainda é importante. A gente voltou bem diferente, mais paciente e carinhoso”, diz emocionada.

Naiuimi renovou os votos de casamento com o marido durante a viagem na França (Foto: Reprodução / Instagram)

“É difícil ter coragem para isso, mas para que a gente consiga ser os melhores pais que a gente pode ser, precisamos desse momento a dois. Foi importante para reconectar. A gente teve a chance de voltar a ser a prioridade um do outro. Não tinhamos que ficar preocupados com os horarios”, explica Naiumi sobre a importância de se livrar da culpa e viajar sem os filhos. “Família é tudo! É o valor principal da vida. Hoje em dia eu entendo a frase “Como se vive sem?”, eu não sei, de verdade. Eu não consigo me ver sem eles, mas eu sei que foi especial esse momento a dois e queremos com certeza reviver isso”, finaliza.

Leia também:

3 motivos para não sentir culpa na hora de deixar as crianças com os avós

Confirmadas as gravações do próximo filme da saga ‘As Crônicas de Nárnia’

Saiba o que fazer quando for viajar durante a gestação

-Publicidade-