“Não leve seu filho para a escola a partir desta segunda-feira”, orienta Governo de São Paulo

As autoridades do estado de SP disseram que a orientação vale para as famílias que têm condições de ficar com a criança em casa, o conselho não vale para quem precisa deixá-la com os avós – que são os mais vulneráveis à doença

Resumo da Notícia

  • O Governo de São Paulo fez uma coletiva na tarde desta sexta-feira, 13 de março, para dizer quais serão os próximos passos de prevenção ao coronavírus
  • O governador João Dória informou que o estado fechará gradativamente as escolas
  • A primeira medida é orientar que as famílias não levem os filhos para a escola, contanto que não deixem as crianças com os avós
  • Os idosos são o grupo mais afetado severamente pela doença e embora as crianças não apresentem sintomas, podem transmitir a doença
Até agora são mais de 90 casos confirmados no Brasil (Foto: Getty Images)

Nesta sexta-feira, 13 de março, o Governo de São Paulo se pronunciou sobre o novo quadro do coronavírus no Brasil que já tem mais de 90 pessoas infectadas pela doença. De acordo com o governador da cidade, João Dória, o estado começará a fechar gradativamente as escolas. O primeiro passo foi direcionado aos pais:

-Publicidade-

“A partir da próxima segunda-feira qualquer aluno que puder não frequentar a escola, não frequente, desde que a solução da família não seja deixar essa criança com os avós. A medida vale até a próxima semana quando haverá uma nova coletiva para explicar os próximos passos”, orienta Bruno Caetano, secretário de educação do Estado. Embora esta seja a orientação, as atividades escolares não serão canceladas.

Governador João Dória em coletiva de imprensa durante esta sexta-feira, 13 de março, para falar sobre os próximos passos de prevenção ao coronavírus (Foto: reprodução / vídeo G1)
  • Cuidado com os avós

De acordo com o Dr Gerson Salvador, infectologista e pai de Lucas e Laura, você não deve deixar o seu filho com os avós, pois os idosos são os mais severamente afetados pela doença. Embora, as crianças possam não apresentar sintomas, elas ainda conseguem transmitir o vírus.

-Publicidade-
  • Como prevenir

A transmissão do coronavírus é feita através da mucosa oral, do nariz e dos olhos. Por isso, os especialistas recomendam os mesmos cuidados tomados com doenças respiratórias para evitar o contágio pelo vírus: cobrir a boca com a manga da roupa ou braço em caso de tosses e espirros e sempre lavar as mãos.

Confira mais dicas da Sociedade Brasileira de Infectologia para reduzir o risco de infecção:

  • Evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas;
  • Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente e antes de se alimentar;
  • Usar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar nas mucosas dos olhos;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Sono em dia: criar uma rotina e respeitar o corpo é fundamental para fortalecer o organismo.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-