“Não mata minha mãe”, implora criança de 8 anos antes que mulher fosse morta à tiros

O caso aconteceu na Região Leste de Belo Horizonte, enquanto mãe e filha passeavam juntas em meio a rua

Resumo da Notícia

  • Uma mãe foi assassinada à tiros
  • A filha de 8 anos presenciou o crime
  • Testemunhas apontam o ex-companheiro como o principal suspeito

Durante a madrugada desta segunda-feira, dia 14 de fevereiro, uma criança de 8 anos assustou os moradores do bairro Alto Vera Cruz, em Belo Horizonte, após gritar desesperada após presenciar o assassinato de sua mãe, Alice Moreira Santos, de 23 anos, enquanto passeavam juntas.

-Publicidade-

De acordo com uma das testemunhas, uma mulher que acordou escutando barulhos de tiros e gritos, o socorro da menina foi desesperador: “Foi um grito desesperado: ‘Não mata minha mãe’. Eu ouvi os tiros e cheguei na janela. Pouco tempo depois, eu ouvi os gritos da menina e vi o corpo da mulher no chão. Foi muito triste”, informou ao g1. 

Alice Moreira Santos foi morta a tiros enquanto passeava com a filha de 8 anos
Alice Moreira Santos foi morta a tiros enquanto passeava com a filha de 8 anos (Foto: Arquivo pessoal)

“Vi a movimentação, familiares chegando, gritos de desespero. Quando a polícia chegou, o corpo da jovem estava coberto com um lençol. A filhinha dela chorava muito. Eu estou abalada, mesmo sem conhecer a vítima direito. Vizinhança está aterrorizada”, continuou a mulher, que não teve o nome divulgado.

O crime ocorreu enquanto Alice Moreira Santos caminhava na calçada, ao lado da filha. Segundo testemunhas, o principal suspeito de ter atirado cinco disparos de arma de fogo contra a mãe é o ex-companheiro da vítima, Ramon Basílio Chaves, de 24 anos.

Segundo familiares de Alice Moreira Santos, o crime não foi isolado, já que Ramon já teria ameaçado a vítima outras várias vezes. Até o momento da produção desta matéria, o principal suspeito, que fugiu de moto logo após o assassinato, ainda não foi localizado.