Nathalia Dill relembra dificuldades do pós-parto: “Tive dor de cabeça que durou 10 dias”

A atriz é mãe de Eva, de 4 meses, fruto da relação dela com o músico Pedro Curvello. Por mais que ela mostre nas redes sociais o quanto tem aproveitado a maternidade, ela não tem medo de expôr os desafios

Resumo da Notícia

  • Nathalia Dill é mãe de Eva, de 4 meses, fruto da relação dela com o músico Pedro Curvello
  • Frequentemente ela mostra nas redes o quanto tem aproveitado a maternidade
  • Ainda assim, ela não tem medo de abrir o jogo sobre as dificuldades desse mundo também

Nathalia Dill é mãe de Eva, de 4 meses, fruto da relação dela com o músico Pedro Curvello. Frequentemente ela mostra nas redes o quanto tem aproveitado a maternidade e explica: “Essa troca nas redes é muito interessante”. “As pessoas foram muito generosas comigo, se abriram, contaram suas histórias, me deram a mão”, complementa.

-Publicidade-

Ainda assim, a mãe não tem medo de abrir o jogo sobre as dificuldades desse mundo também. Ao mesmo tempo em que se derrete para falar sobre o cheiro da filha, ela reconhece que nem tudo são flores, como as dificuldades do puerpério e libido após a chegada da bebê.

Após 4 meses sendo mãe, ela diz o que esse tempo revelou: “Acho que o mais surpreendente é o amor mesmo. É muito doido estar exausta de cuidar dela e, quando ela vai dormir, a gente fica com saudade. Às vezes, sentimos o cheiro dela de longe. Quando está dormindo, eu e o Pedro sentimos o cheiro dela na memória”.

Nathalia Dill abre o jogo sobre dificuldades da maternidade (Foto: Reprodução/ Instagram/ @nathaliadill)

Sobre a abertura que ela tem com o público e a maneira dela de compartilhar o momento delicado ela explica: “Foi inevitável dividir esse momento. As redes sociais já fazem parte das nossas vidas. E a pandemia elevou isso à quinta potência. Essa troca é muito interessante. Já vinha fazendo desde a gravidez, quando fiz as lives. Acho que compartilhar também um pouco do que eu estou vivenciando é um grande agradecimento que faço a todas essas pessoas que se abriram para mim e quiseram trocar”.

Sobre mostrar o rosto da filha e a privacidade da menina ela conta: “Foi uma decisão sobre a qual refleti muito. Evitei nos primeiros dias, mas depois pensei que ela é tão maravilhosa (risos)! E acho que não ia ter jeito mesmo, não tenho muito como fugir. E os tempos são outros. Não adianta querer muito ir contra a corrente. Acho que o caminho da parcimônia é sempre o mais sábio. Então, quando senti vontade de postar o rosto dela, postei, da forma que eu achei que me fez bem. Acho que foi quando estava confortável para isso. Foi mais uma coisa de sensibilidade do que racional. Foi um pouco mais coração, sensação”.

Nathalia Dill é mãe de Eva, fruto da relação dela com Pedro Curvello (Foto: Instagram @nathaliadill / @priscillahaefeli)

Nathalia Dill ainda conclui explicando as dificuldades de puerpério: “Olha, vou ser sincera, um dos maiores desafios do puerpério é o sono. Para mim, você não conseguir ter um descanso completo para estar 100% no dia seguinte é muito difícil. Parece bobagem, mas quando você não está descansado, tudo começa a falhar. Tive muita dificuldade no início porque vinha da gravidez, que o corpo já estava diferente. Depois tem o parto, em que você gasta uma quantidade de energia”.

“Já entra a amamentação, que é uma nova caminhada e que não é tão fácil assim. São mil coisas que você tem que pensar sem dormir direito… Tive uma dor de cabeça que ela permaneceu por dez dias. Uma coisa foi alimentando a outra: eu não descansava, o que me dava dor de cabeça; e a dor de cabeça não me deixava dormir. Foi virando uma bola de neve. Tomava o remédio e não passava. Só resolveu quando fez uma sessão de acupuntura que destravou o meu pescoço, porque ainda tinha travado o pescoço de tensão”, adiciona.

Sobre a libido a mãe diz: “Acho que não é uma questão de a atração diminuir, mas de o casal estar focado em outras coisas, como os cuidados com o recém-nascido. Há uma adaptação a uma nova rotina”.