Neta salva avó após tragédia em Petrópolis e pai se comove com atitude

Tânia Maria Barcellos, de 57 anos, e a neta, de 6, estavam juntas quando as chuvas atingiram a região serrana do Rio de Janeiro na última terça-feira, 15 de fevereiro

Resumo da Notícia

  • Uma avó e neta se salvaram da tragédia em Petrópolis graças uma a outra
  • As duas estavam juntas quando as fortes chuvas invadiram a região
  • O pai da criança comentou sobre o caso

Tânia Maria Barcellos, de 57 anos, e a neta dela, de 6, estavam juntas quando as fortes chuvas em Petrópolis atingiram a casa delas na última terça-feira, 15 de fevereiro. A menina havia pedido ao pai, Diego Barcellos, de 35 anos, para ficar mais tempo com a avó naquele dia e ele permitiu.

-Publicidade-
Fortes chuvas alagam Petrópolis, RJ
Uma avó e neta foram salvas graças uma a outra em meio as chuvas em Petrópolis (Foto: Reprodução / g1)

No meio da tarde, cerca de 17h40, Diego contou ao UOL que recebeu um vídeo da mãe mostrando a forte chuva na região. Pouco tempo depois, a avó escutou um estalo e teve uma atitude que salvou a vida da neta: agarrá-la e subir na cama.

A correnteza de lama então atingiu a casa e chegou a destruir a parede lateral da casa abaixo de Tânia. “Minha mãe conta que via tudo escuro, e as duas caíram nesse buraco”, mas foi justamente por elas terem caído e, assim, jogadas para fora da casa, que não foram soterradas.

O impacto do acidente fez com que a avó soltasse a neta. “[Quando chegou] aqui embaixo, minha filha estava de pé, e gritando: ‘minha vó, minha vó’. Só assim os vizinhos desceram. A vizinha apanhou a minha filha e o marido dela desenterrou minha mãe”, lembra Diego.

Apesar do susto, a menina apenas ficou com alguns arranhões e Tânia quebrou o pé. Diego permanece ajudando outras famílias nas buscas por pessoas. Após tudo o que viveu, ele agradece: “A minha mãe salvou a minha filha e a minha filha salvou minha mãe aqui embaixo”.