Neymar manda a real sobre distância do pai em novo documentário

O jogador do Paris Saint Germain está prestes a ter um documentário sobre a própria vida lançado na Netflix. Nele, ele fala sobre relações familiares – e ainda manda a real sobre a situação

Resumo da Notícia

  • Neymar admitiu que se distanciou do pai em novo documentário
  • O jogador do Paris Saint Germain contou que possui um outro formato de relação com ele
  • O documentário sobre a vida do Neymar será lançado em breve pela Netflix

Neymar admitiu que se distanciou com o pai em novo documentário que será lançado pela Netflix, “Neymar: O caos perfeito”. O jogador contou que a relação com ele mudou ao longo dos anos – e agora tem um formato mais “profissional”.

-Publicidade-

“Antigamente a gente tinha uma relação mais de pai e filho. Hoje, eu acho que a gente se distanciou um pouco. A gente conversa ainda, óbvio. A gente tem uma relação incrível, mas acho que é mais profissional”, contou.

Além disso, o jogador do Paris Saint Germain falou sobre críticas na carreira. “Sou muito mais criticado do que merecia. E as vezes é difícil. Falando de família, círculo próximo, você é o Batman da vida deles. E para quem não te conhece, de cara eu já sou o Coringa”.

Neymar é pai de Davi Lucca
Neymar é pai de Davi Lucca (Foto: Reprodução/ Instagram)

O filho de Neymar, Davi Lucca, também tem participação no documentário – e fala sobre a proximidade com o pai. A confissão foi feita em trecho do novo documentário sobre o jogador do PSG “Neymar Jr: por dentro da história”. Por lá, o pai deu detalhes da situação.

“Se fosse para escolher alguma coisa, era estar mais perto dele, estar no dia a dia… Disso que eu sinto falta”, declarou o atleta. E ainda completou, “A relação que eu tenho com meu pai e a relação com o Davi são bem parecidas, tento levar ele como pai, mas também sendo amigo para que ele possa estar do lado, da mesma forma que meu pai me conduziu. Mas meu pai tinha essa lado crítico no esporte, que eu sempre tive”.

O próprio Davi Lucca ganhou voz no longa, e concordou com a declaração do pai sobre ausência. “Eu gosto de ficar junto com ele, gostaria de poder ficar mais no ano porque eu vejo ele muito pouco no ano”, admitiu o menino.