Nora de Elba Ramalho recebe indenização de maternidade após confusão envolvendo Giovanna Ewbank

Amanda Mezketa, e o filho da cantora, Luã Yvys, receberam uma indenização de 40 mil reais de uma maternidade no Rio de Janeiro depois de alegarem ter recebido um tratamento diferente dos pais de Zyan

Resumo da Notícia

  • A nora de Elba Ramalho, Amanda Mezketa, e o filho da cantora, Luã Yvys, receberam uma indenização de 40 mil reais de uma maternidade no Rio de Janeiro
  • O casal entrou na Justiça alegando ter recebido um tratamento diferente do que Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso
  • O casal informou que não foi autorizado a levar um fotógrafo para registrar o parto da filha, enquanto Gio e Bruno levaram um profissional para fotografar o momento

A nora de Elba Ramalho, Amanda Mezketa, e o filho da cantora, Luã Yvys, receberam uma indenização de 40 mil reais de uma maternidade no Rio de Janeiro após entrarem na Justiça alegando ter recebido um tratamento diferente do que Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso.

-Publicidade-
Amanda recebeu 40 mil de indenização pelo caso (Foto: Reprodução / Instagram / @elbaramalho)

O casal informou que não foi autorizado a levar um fotógrafo para registrar o parto da filha Esmeralda, em abril deste ano, enquanto Gio e Bruno, que deram as boas-vindas a Zyan em julho, levaram um profissional para fotografar o momento. As meninas de segurança estavam sendo tomadas para evitar o contágio durante a pandemia do novo coronavírus.

“Eu e Luã decidimos mover um processo contra a Perinatal devido ao sentimento de indignação e impotência diante da postura da maternidade em relação a quebra do próprio protocolo que eles criaram”, explicou Amanda em entrevista ao Estadão.

-Publicidade-
A foto foi tirada na maternidade (Foto: Reprodução / Instagram / @giovannaewbank)

O hospital informou em um comunicado que irá recorrer a decisão judicial anunciada esta semana. “Que esse caso sirva de exemplo para que outras famílias que, assim como nós, se sentiram profundamente desrespeitados pelo posicionamento da maternidade, busquem a validação de seus direitos através da justiça”, completou a nora de Elba.

-Publicidade-