Família

“Nosso sonho está prestes de ser realizado”, diz casal que faz ‘vakinha’ para adotar criança com deficiência

Sua ajuda pode transformar o destino dessa família!

Caroline Passos

Caroline Passos ,Filha de Maria Aparecida e Agnaldo

Flávia de Sales e Erton Rocha (Foto: Reprodução/ Facebook/ Acervo Pessoal)

Flávia de Sales e Erton Rocha, moradores da cidade de Barbacena, Minas Gerias, vivem um dos momentos mais importantes e desafiadores de suas vidas: estão prestes a adotar uma criança de 8 anos, que apresenta deficiência. O menino reside em uma cidade do Espírito Santo e os altos custos das viagens que o casal precisa fazer, até o momento da adoção, motivaram a procura do auxílio monetário.

Flávia, que é fisioterapeuta, conta em conversa com o BHAZ que desde criança deseja adotar uma criança. “Sempre sonhei em ser mãe e não vejo diferenças entre adoção e a maternidade biológica. A adoção sempre foi algo que quis”.

No final do mês de agosto desse ano, o casal recebeu a notícia de que foram considerados aptos para a adoção de uma criança. “Foi o meu presente de aniversário antecipado”, conta Flávia.

A distância de Barbacena e a cidade localizada no Espírito Santo é um fator que dificulta o processo de adoção.

Nesta primeira etapa do processo, eles precisam criar vínculo com a criança passando por um estágio de convivência ou aproximação. “Estamos visitando o abrigo em que ele mora e tendo os primeiros contatos com ele. Não podemos falar o nome, nem a cidade em que ele está, pois é segredo de Justiça. Só posso adiantar que é uma criança maravilhosa”, afirma.

Flávia e Erton precisam ir ao Estado durante três meses. Com a necessidade do grande número de deslocamentos e os gastos com transporte, hospedagem, alimentação, eles tiveram que recorrer à solidariedade por meio de uma “vakinha on-line”.

“Não tem ônibus direto até a cidade em que ele está. Temos que ir a Vitória e depois até onde ele mora. É um total de 20 horas de viagem e o gasto de deslocamento e hospedagem fica em torno de R$ 1,2 mil”, conta ao BHAZ .

Desde o início das visitas, o casal tem recebido o altruísmo de várias pessoas. “Já recebemos diversas mensagens vindas de todo o país. Precisamos trazer nosso filho para a casa e estamos com fé e esperança que conseguiremos”, diz.

Clique aqui para ajudar o casal 

 

Leia também: 

Família faz vakinha para ajudar o pai que matou acidentalmente os filhos: “Queremos encontrar a paz”

Família cria ‘vakinha’ online para pagar exame de menino com doença rara

Mãe solo ganha bolsa de intercâmbio e faz ‘vakinha’ para levar a filha de dois anos junto

 

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: