Nova espécie (muito fofa!) de mamífero é descoberta por cientistas no Quênia

Pesquisadores da Finlândia acreditam ter encontrado uma nova população de hírax, um mamífero parente do elefante que vive em florestas tropicais

Cientistas da Finlândia acreditam ter encontrado uma nova espécie de mamífero. Os pesquisadores da Universidade de Helsinque encontraram um novo hírax nas colinas Taita, no sudeste do Quênia.

-Publicidade-

O estudo, publicado este mês no periódico científico Diversity, tinha como objetivo analisar a vocalização noturna de animais que vivem no bioma.

Os hiraxes são mamíferos ainda pouco conhecidos pela ciência. Eles se parecem com porquinhos-da-índia, mas já se sabe que, na verdade, são parentes distantes dos elefantes.

-Publicidade-
(Foto: Hanna Rosti)

De hábitos noturnos, vivem nas copas de árvores de florestas tropicais da África. Além disso, eles conseguem produzir sons acima de 100 decibéis e por bastante tempo: no mínimo 12 minutos consecutivos. “Os animais que cantam provavelmente são machos tentando atrair fêmeas que estejam dispostas a acasalar”, pontua, em comunicado, Hanna Rosti, pesquisadora da Universidade de Helsinque que passou três meses na floresta registrando esses sons.

(Foto: Reprodução/Plataforma Media)

A novidade é que alguns desses barulhos ainda não haviam sido descritos em estudos anteriores. As análises sugerem duas populações de espécies diferentes nas colinas Taita: uma menor, muito semelhante à que vive no litoral do Quênia; e outra que ainda não foi associada a nenhuma espécie conhecida, e por isso acredita-se ser inédita. “A taxonomia de muitos mamíferos noturnos permanece pouco conhecida, e muitas populações ainda não foram estudadas”, observa o cientista Henry Pihlström.