O meio ambiente agradece! Sem canudos de plástico, toneladas do material deixam de ir para o lixo

Grandes empresas de fast-food e de alimentos eram totalmente adeptas dos canudinhos de plástico – seja para bebidas instantâneas ou milk-shakes. Contudo, de dois anos para cá, esse material tem desaparecido dos produtos e prateleiras

Resumo da Notícia

  • Grandes empresas de fast-food e de alimentos eram totalmente adeptas dos canudinhos de plástico - seja para bebidas instantâneas ou milk-shakes;
  • Contudo, de dois anos para cá, esse material tem desaparecido dos produtos e prateleiras;
  • Junto disso a iniciativa de produzir produtos sustentáveis.

Grandes empresas de fast-food e de alimentos eram totalmente adeptas dos canudos de plástico – seja para bebidas instantâneas ou milk-shakes. Contudo, de dois anos para cá, esse material tem desaparecido dos produtos e prateleiras e junto disso a iniciativa de produzir produtos sustentáveis.

-Publicidade-

Segundo a ONU, mais de 12 milhões de toneladas de plástico formam os “oceanos de plástico”. O material prejudica a vida marinha devido aos “microplásticos”, pedacinhos de plástico que são engolidos pelos animais. A ONU estima que 100 mil animais do mar morrem anualmente devido ao material e que cerca de 99% dos pássaros vão ingerir microplástico até 2050.

Toneladas de plástico deixam de ir para o lixo com conudos de papel (Foto: Freepik)

Justamente por esse motivo, leis que proibiram o uso de canudos e pretendem fazer do plástico um grande vilão da natureza. Segundo reportagem da UOL, a rede McDonald’s deixou de oferecer canudos de plástico e mudou embalagens para economizar 200 toneladas de plástico no Brasil desde o início de um projeto de sustentabilidade em 2018, de acordo com release. Já o Burger King afirma ter retirado canudinhos de plástico em 2018 e os substituído por modelos de papel, que levam entre 2 a 6 semanas para se decompor.

-Publicidade-
Toneladas de plástico deixam de ir para o lixo com conudos de papel (Foto: Freepik)

Enquanto isso, a Nestlé lutou para tirar 300 milhões de canudinhos de circulação ao mudar as embalagens descartáveis da versão pronta de Nescau vendidas no mercado brasileiro. Segundo a empresa suíça, são 128 toneladas por anos.

Cerca de 50% de todo o plástico consumido no mundo é descartável, diz a ONU. A estimativa de quantos canudos poluem os mares é incerta. Em 2017, um estudo americano concluiu que 8 bilhões de canudinhos estão nos oceanos.