Obstetra de 40 anos morre após complicações no parto da 3° filha

Bethânia Palmiro era uma ginecologista obstetra muito reconhecida na cidade onde mora, Cáceres, no MT

Resumo da Notícia

  • Obstetra de 40 anos morre após complicações no parto da 3° filha
  • Bethânia Palmiro era uma ginecologista obstetra muito reconhecida na cidade onde mora, Cáceres, no MT
  • O parto aconteceu em um hospital particular de Cuiabá

A médica ginecologista e obstetra Bethânia Bianquini Palmiro, de 40 anos, faleceu no último domingo, 24 de abril, após complicações no parto da terceira filha. A médica atuava na cidade de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, no Mato Grosso, e o parto aconteceu em um hospital particular da capital.

-Publicidade-
Obstetra de 40 anos morre após complicações no parto da 3° filha
Obstetra de 40 anos morre após complicações no parto da 3° filha (Foto: arquivo pessoal / reprodução G1)

De acordo com informações dadas por uma amiga da família ao G1, a médica  teria sofrido uma hemorragia durante o parto e, por isso, foi necessário uma cirurgia de emergência para retirar o útero. Mesmo com a cirurgia às pressas, a pressão, os batimentos cardíacos estavam descontrolados e a hemorragia não foi contida.

A bebê sobreviveu e passa bem. Além dela, a médica também era mãe de duas meninas, de 3 e 6 anos. Bethânia era uma das médicas mais conhecidas da cidade. Era de uma família de médicos e era casada com  o ortopedista Vicente Palmiro. Ela trabalhou no Hospital São Luiz e atuava no Hospital Regional de Cáceres.