OMS afirma que Brasil ainda não está seguro na pandemia mesmo com números estáveis

O diretor de emergências da OMS comentou a situação do país e afirmou que “o número de casos reduzido não significa que o surto não vai voltar”

Resumo da Notícia

  • O diretor de emergência da OMS falou sobre a situação do Brasil na pandemia
  • Segundo ele, o país ainda não está seguro
  • Algumas regiões específicas podem apresentar aumento na contaminação
  • Países europeus sofrem um novo surto de coronavírus

Nesta segunda-feira (12), Michael Ryan, o diretor de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS), comentou a situação brasileira na pandemia de coronavírus. Ele afirmou que o número de casos está caindo e o país apresenta estabilidade, mas isso não quer dizer que a população está segura.

-Publicidade-

O Brasil totalizou 150 mil vítimas de Covid-19 nos últimos dias e são mais de 5 milhões de casos registrados. Mesmo com esses altos números, pela primeira vez desde maio, a média móvel no país ficou abaixo de 600 mortes, de acordo com informações do G1.

Sobre esses dados, o diretor da OMS explicou que o Brasil é muito grande e, apesar dos registros estarem diminuindo no geral, é possível que existam áreas específicas em que a contaminação segue aumentando. Ele completa que afirmando que os números podem acabar subindo de novo.

-Publicidade-
OMS alerta que brasileiros precisam continuar se prevenindo contra o coronavírus

“Como vimos nos últimos meses, o número de casos reduzido não significa que o surto não vai voltar. Precisamos continuar vigilantes. O Brasil é um país grande e precisamos ter atenção aos lugares onde os números ainda seguem em alta”, disse Michael Ryan.

Vale lembrar que a Europa passa por uma alta nos casos de coronavírus mais uma vez. “Estamos vendo o ressurgimento da Covid-19 nos países europeus, por exemplo”, disse Maria van Kerkhove, líder técnica da OMS. Ela comentou o fato e garantiu que devemos seguir com as medidas preventivas contra o vírus.

Neste mês de outubro, o número mundial de casos diários de contaminação de coronavírus bateu recorde e a OMS afirmou que esse aumento aconteceu por conta do novo surto nos países europeus.

O Prime Day da Amazon está chegando! Nos dias 13 e 14 de outubro, você terá descontos incríveis em todas as categorias do site da Amazon. Confira as ofertas AQUI! As promoções são exclusivas para membros Prime, então se você ainda não é assinante, aproveite para fazer sua inscrição CLICANDO AQUI. A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e, além de promoções especiais, você tem acesso a filmes, séries e desenhos animados, e direito a frete grátis nas compras do site.

-Publicidade-