Família

Pablo Sanábio abre o jogo sobre relação de filha com os dois pais: “Todos somos livres”

Ator global é casado com Marcelo Luiz Nascimento

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

Os pais adotaram a filha, Manuela (Foto: Reprodução / Instagram @pablo_sanabio)

O ator Pablo Sanábio, casado com Marcelo Luiz Nascimento e pai de Manuela de 1 ano, deu uma lição de vida ao falar sobre a relação deles com a menina. Em entrevista a CONTIGO!, contou um pouco sobre esses desafios em homenagem ao mês do Orgulho LBTQ+.

Ele revelou que está ciente do preconceito que a filha pode sofrer por ter dois pais, porém confia no lado paterno para ensinar Manu a enfrentar isso da melhor forma possível.

“Eu não tenho medo que ela sofra preconceito porque a forma que a estamos criando é com tanto amor, escuta e respeito que quando o mundo vier falar algo com ela, tenho certeza que ela terá o melhor jeito de demonstrar a força das suas origens”, afirmou ele.

O ator de “Sob Pressão” contou que até agora não passou por nenhuma situação constrangedora por conta da família.  “Não sofri nenhuma discriminação. Nunca deixei e nem vou deixar de fazer alguma coisa por receio, todos somos livres para sermos da forma que quisermos”.

Mas apesar de nunca ter acontecido nada com a família, ele tem consciência de que essa não é a realidade e dá uma dica para todos que passam por essa situação. “A melhor forma de reagir é através do amor. Todo mundo que vê a gente, enxergar o tanto de afeto que tem na nossa casa”, explicou o astro a contigo.

O casal arranjou uma maneira de tentar tirar esse preconceito das pessoas por meio das redes sociais, compartilhando momentos com a filha, mesmo que as fotos não sejam para desmistificar estereótipos. É um momento importante para os fãs.

“Quando eu posto a minha família, não penso sobre isso. Estou apenas dividindo com as pessoas que me acompanham como é a minha realidade, mas sei que temos um lugar de representatividade. Fico muito feliz quando recebo mensagens de gays que pensam em ter uma família, ter filhos, e que fomos uma inspiração para eles”, afirmou ele.

E por fim, Pablo colocou um caminho para melhorar as relações com qualquer tipo de famílias, com todas as semelhanças e diferenças. “Empatia e respeito sempre! Na hora de educar a nossa filha, temos as preocupações que qualquer pai e mãe possuem, que ela cresça feliz e saudável!”, revelou a contigo.

Leia também:

Mulher adota criança de mãe soro positivo e diz ter sofrido preconceito: “Muita gente desencorajou, mas não desisti”

7 lições que os pais podem ensinar aos filhos sobre o preconceito

Casal homoafetivo compartilha relato da adoção de dois irmãos