Pai agride médico e enfermeiros após não ser chamado para assistir nascimento do filho

Em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, um homem foi preso por suspeita de agredir um médico e três enfermeiros após não conseguir assistir o nascimento do filho

Resumo da Notícia

  • Homem agride médico e enfermeiros após não assistir o nascimento da filha
  • Os funcionários do hospital garantiram que ele não manifestou vontade em estar presente na sala de parto
  • O pai foi preso em flagrante

Na segunda-feira do dia 11 de julho, um homem de 31 anos foi preso em flagrante por ter agredido um médico e três enfermeiros de uma maternidade em Rio Verde, sudoeste de Goiás. Segundo o homem, ele não foi chamado pela equipe médica ou enfermaria para acompanhar o parto do filho, o que levou às agressões.

-Publicidade-
Em imagens de segurança, o homem aparece gritando com os funcionários do hospital
Em imagens de segurança, o homem aparece gritando com os funcionários do hospital (Foto: Reprodução/G1)

Os profissionais que foram agredidos registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil, e alegaram que o pai não manifestou vontade em acompanhar o procedimento. Em depoimento à polícia, os profissionais garantiram que a mulher foi encaminhada para a sala de parto, e nesse momento nem a gestante, nem o homem manifestaram o desejo de que ele acompanhasse o processo.

Logo depois, o homem questionou aos funcionários se o filho já tinha nascido, e teve a confirmação. Assim que soube da informação, o comportamento mudou e o pai do recém nascido começou a demonstrar uma postura completamente agressiva em relação aos profissionais da Maternidade Augusta Bastos. Segundo o G1, a identidade do pai não foi revelada.

Imagens da câmera de segurança do hospital registraram o momento em que o homem pressiona um enfermeiro contra a parede, e situações em que ele grita com os funcionários. A equipe do hospital afirma que constantemente ele questionava o motivo de não ter sido chamado para assistir o parto do filho.