Pai apresenta Fusca antigo para filho cego “apaixonado por carros” em vídeo emocionante

As imagens repercutiram na internet graças ao proprietário do veículo, que capturou a cena de carinho entre um pai e seu filho portador de deficiência visual

Resumo da Notícia

  • Pai e filho viralizaram na internet com um vídeo emocionante
  • José Roberto Fiori Júnior é um rapaz cego que foi apresentado ao Fusca ano 70 pelo próprio pai
  • O dono do veículo decidiu gravar a cena e compartilhar nas redes sociais

José Roberto Fiori, de 63 anos, comoveu mais de 1 milhão de pessoas na internet. O autônomo foi capturado em uma cena emocionante, enquanto mostrava o Fusca ano 70 ao filho cego, José Roberto Fiori Júnior, de 32.

-Publicidade-

Ao portal de notícias do g1, o pai estava passeando com o rapaz pelo litoral de Santos quando quis parar para mostrar um Fusca a José, que é apaixonado por carros. “Quando tem feira de carro antigo, sempre levo ele, porque ele ama, tem vários carrinhos, e todo mundo já conhece ele por isso. Cada dia ele sai com uma dessas miniaturas, inclusive, ele está com uma delas no vídeo”, conta. Para ver este conteúdo, clique aqui!

A cena entre pai e filho repercutiu nas redes sociais
A cena entre pai e filho repercutiu nas redes sociais (Foto: Reprodução Instagram @fusca013)

Mas foi o dono do veículo, Renan Dias, de 35 anos, que fez o registro de carinho entre José Roberto e seu filho, portador de deficiência visual. “Ele começou a tocar no carro todo, na porta do lado, na maçaneta, na janela, na prancha em cima, na mala. E eu só vendo. Aí, no final, eu resolvi filmar, porque achei muito bonita a cena, e diferente”, afirmou o engenheiro de segurança do trabalho, que publicou o vídeo em seu perfil no Instagram em que compartilha imagens do carro.

“Confesso que meus olhos lacrimejaram vendo essa cena. Tocou no Fusca em todos os detalhes, mala, prancha, vidros, lanternas, faróis, maçanetas, etc. Só consegui filmar o final. Quais são mesmo os seus problemas? Se não pode ver, sinta”, escreveu Renan Dias, na legenda da publicação.

Sobre a repercussão, o pai de José Roberto Fiori Júnior diz que ficou surpreso com a reação pública, tanto a do dono do carro, quanto a de milhões de pessoas. “Eu soube dias depois, quando o vídeo começou a viralizar. Também fiquei surpreso que o dono do Fusca achou legal minha ação, porque muitos donos de carros antigos não gostam nem que toque, mas o deficiente visual só consegue ‘ver’ o objeto assim, tocando”, finalizou.