Pai constrói casa na árvore gigante para as filhas durante meses e é obrigado a demolir

O pai disse que pretende entrar com recurso na justiça e garantiu que a construção é segura

Resumo da Notícia

  • Kai Grunwald, investiu muito tempo e dinheiro para construir uma casa na praia de 5 metros de altura em seu quintal;
  • A ideia era divertir as filhas Kara, de seis anos, e Kayleigh, de quatro.
  • Entretanto, o pai ficou muito decepcionado quando recebeu ordens para demolir a construção.

Kai Grunwald, investiu muito tempo e dinheiro para construir uma casa na praia de 5 metros de altura em seu quintal. A ideia era divertir as filhas Kara, de seis anos, e Kayleigh, de quatro. Entretanto, o pai ficou muito decepcionado quando recebeu ordens para demolir a construção.

-Publicidade-

A carta do conselho da região dizia que a casa da árvore gigante violava os regulamentos de planejamento. O pai, no entanto, disse ao The Sun que tentou conversar com as autoridades para encontrar uma maneira de  manter a casa na árvore, mas, em vez disso, recebeu 28 dias para desmontá-la.

Pai constrói casa na àrvore e precisa demolir (Foto: Reprodução/ The Sun)

“Não é como se eu tivesse construído um prédio de apartamentos ou algo parecido sem permissão, eu só queria fazer algo legal para as meninas”, disse o homem. “Passamos três meses trabalhando nisso nos fins de semana e à noite depois do trabalho e elas adoraram”.

“Uma das grandes alegrias para mim, além da empolgação, foi o incentivo, sorrisos e comentários que recebi durante a confecção. Foi uma ótima maneira de se envolver com a comunidade. Desde que o terminei, tenho muito prazer em ver as pessoas pararem, olharem para cima e sorrirem várias vezes ao dia”, avaliou.

Pai constrói casa na àrvore e precisa demolir (Foto: Reprodução/ The Sun)

O pai disse que pretende entrar com recurso na justiça e garantiu: “A casa foi construída com material de alta qualidade, é muito seguro”. Ainda ao The Sun, os responsáveis pelo caso afirmaram: “O proprietário pode solicitar permissão de planejamento retrospectivo e ficaremos felizes em discutir modificações ou alternativas”.